Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Aeroporto de Gatwick anuncia reabertura de "número limitado" de voos

Aterragens e descolagens foram suspensas às 21h00 de quarta-feira.
Lusa 21 de Dezembro de 2018 às 08:00
Passageiros amontoados no aeroporto de Gatwick
Drones cancelaram todos os voos em Gatwick
Drones cancelaram todos os voos em Gatwick
Drones cancelaram todos os voos em Gatwick
Aeroporto de Gatwick
Passageiros amontoados no aeroporto de Gatwick
Drones cancelaram todos os voos em Gatwick
Drones cancelaram todos os voos em Gatwick
Drones cancelaram todos os voos em Gatwick
Aeroporto de Gatwick
Passageiros amontoados no aeroporto de Gatwick
Drones cancelaram todos os voos em Gatwick
Drones cancelaram todos os voos em Gatwick
Drones cancelaram todos os voos em Gatwick
Aeroporto de Gatwick
O aeroporto de Gatwick, em Londres, paralisado desde a noite de quarta-feira após dois drones terem sido avistados perto da pista, anunciou esta manhã a reabertura de um "número limitado" de voos.

"A pista de Gatwick encontra-se atualmente utilizável e está prevista a descolagem e aterragem de um número limitado de aviões", informou o aeroporto na rede social Twitter, aconselhando os viajantes a verificar o estado do seu voo com a companhia aérea antes de se deslocarem para o aeroporto, uma vez que os voos que partem e chegam a Gatwick ainda estão sujeitos a atrasos ou cancelamentos.

Cerca de 110 mil passageiros foram afetados na quinta-feira, e dez mil na noite de quarta-feira.

Na quinta-feira, a TAP informou que iria operar dois voos extra entre Lisboa e Heathrow, na região de Londres, para minimizar o impacto para os seus passageiros do encerramento temporário de Gatwick.

Fonte oficial da transportadora aérea disse à agência Lusa que a primeira ligação estava prevista para esta manhã e que a segunda tem saída prevista pelas 14h40.

"Com estes dois voos extra - um deles numa aeronave de maior capacidade, usada normalmente nos voos do longo curso [A330]- , a TAP pretende minimizar o impacto nos seus passageiros do encerramento temporário do aeroporto de Gatwick", acrescentou a mesma fonte.

As aterragens e descolagens foram suspensas às 21h00 de quarta-feira.

Muitas aeronaves foram desviadas para outros aeroportos, incluindo Paris e Amesterdão, enquanto as autoridades aeroportuárias pediram aos passageiros que contactassem as suas companhias aéreas para se informarem sobre a situação dos voos.

O responsável pela segurança aérea da Associação Britânica de Pilotos (BALPA, em inglês), Rob Hunter, lembrou que os drones não são apenas brinquedos e que há "consequências catastróficas" se chocarem com um avião.

"O registo destes drones em Gatwick é outra prova sobre a necessidade de leis mais duras para manter os drones longe dos aviões", segundo Hunter, em declarações à imprensa local.

A secretária britânica de Estado de Aviação, Liz Sugg, disse à BBC que os "drones voaram ilegalmente e os operadores agiram de forma incrivelmente irresponsável e podem enfrentar até cinco anos de prisão".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)