A atitude comovente do pai de um menino vítima de bullying

Homem levou jovem que aterrorizou o filho a passear e ofereceu-lhe presentes.
26.10.18
A atitude generosa do pai de um menino que sofria de bullying está a derreter corações e a deixar o mundo comovido. Aubrey Fontenot descobriu que o filho era vítima de um dos maiores flagelos da idade infantil e juvenil e em vez de se deixar levar pela raiva, optou por ser racional e agir de uma forma serena.

O pai descobriu que o filho, Jordan, tinha um problema na escola com um colega mais velho. Esta não era a primeira vez que a criança era vítima de bullying. No início do ano, o pai chegou a ir à escola tentar resolver a situação mas voltou a acontecer novamente.

Aubrey percebeu que o caso tinha de ser resolvido de uma outra forma quando o telemóvel do fillho "desapareceu". Tentou falar com o diretor da escola e com um polícia, mas apercebeu-se de que teria de ser só ele a conseguir ajudar o filho.

"Eu disse ao rapaz que se ele entregasse o telemóvel ao meu filho que ficava 'tudo bem'. Mas ele disse que o telefone já estava na posse de outra pessoa. Acabou por ser suspenso por um dia da escola. E eu sugeri que ele passasse esse dia comigo", revelou o homem durante uma entrevista ao Good Morning America.

"Levei-o a fazer compras e ofereci-lhe algumas roupas. Falei com ele sobre moral, valores e respeito próprio. Ele não era muito falador mas eu consegui que se abrisse comigo", adianta.




Foi então que o pai decidiu juntá-lo com o filho para que estes se tornassem amigos. "Fiz com que eles conversassem sobre o que aconteceu e no final disse-lhes: 'O que lá vai, lá vai. A partir de agora vôces são irmãos e vão-se proteger um ao outro'", termina.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!