Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

ACNUR pede resgate imediato de navio à deriva com refugiados no oceano Índico

Embarcação partiu há cerca de dez dias da rede de campos em Cox Bazar, no Bangladesh, onde vivem mais de 725 mil pessoas.
Lusa 22 de Fevereiro de 2021 às 10:53
ACNUR
ACNUR FOTO: Getty
O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) solicitou esta segunda-feira o "resgate imediato" de um número incerto de refugiados rohingya à deriva há vários dias sem comida ou água no Mar de Andamão, no oceano Índico.

O navio partiu há cerca de dez dias da rede de campos de refugiados em Cox Bazar, no Bangladesh, onde vivem mais de 725.000 pessoas da minoria muçulmana rohingya - desde que estes fugiram da campanha de limpeza étnica lançada em 2017 pelo exército birmanês em Myanmar.

"Muitos estão numa condição muito vulnerável e aparentemente estão a sofrer desidratação extrema. Entendemos que vários refugiados perderam as suas vidas e que as mortes aumentaram nas últimas 24 horas", disse Indrika Ratwatte, diretor do ACNUR para Ásia e Oceânia, em Banguecoque.

Ver comentários