Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Antigo investigador do Pentágono perseguido após dizer que existem OVNIS

Luis Elizondo denunciou ameaças de colegas da agência depois de revelar vídeos de objetos voadores captados por caças militares.
Francisco J. Gonçalves 29 de Maio de 2021 às 09:39
Elizondo trabalhou para a Defesa dos EUA
Vídeos mostram objetos estranhos nos céus, mas não com a clareza do OVNI desta montagem
Elizondo trabalhou para a Defesa dos EUA
Vídeos mostram objetos estranhos nos céus, mas não com a clareza do OVNI desta montagem
Elizondo trabalhou para a Defesa dos EUA
Vídeos mostram objetos estranhos nos céus, mas não com a clareza do OVNI desta montagem

Não é um episódio dos Ficheiros Secretos, mas tem ingredientes de filme de espionagem. Um antigo investigador de ameaças aéreas do Pentágono acusa essa agência governamental dos EUA de tentar desacreditá-lo por ter revelado ficheiros confidenciais sobre avistamentos de OVNIs.

Luis Elizondo já apresentou queixa junto do inspetor-geral do Departamento de Defesa, denunciando atividades ilícitas contra ele. Alega, entre outras coias, que um responsável do Pentágono ameaçou fazer circular histórias sobre a sua alegada loucura.

Elizondo tornou-se conhecido depois de divulgar vídeos recolhidos pelas câmaras de caças militares. As imagens mostram objetos não identificados, tendo os avistamentos sido confirmados pelos pilotos. "Nunca violei o juramento de segurança", garante Elizondo.

A queixa do antigo investigador surge a 30 dias de o Congresso analisar um relatório sobre os fenómenos aéreos não identificados (UAP, para os distanciar dos OVNI/UFO e da sua associação com extraterrestres). "Quero que levemos isto a sério", afirmou ao programa ‘60 Minutes’, da CBS, o senador Marco Rubio, um dos que pressionaram para a divulgação do relatório. A existência de ficheiros substanciais sobre avistamentos foi mesmo confirmada esta semana pelo ex-presidente Barack Obama.

Ver comentários