Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

"Batia-me e violava-me"

Maria diz que começou a ser abusada aos 11 anos e ficou grávida pela primeira vez aos 13
26 de Agosto de 2013 às 01:00

O meu pesadelo começou aos onze anos. Agredia me com um chicote e violava-me." Maria, nome fictício, de 35 anos, narrou à imprensa argentina os vinte anos de martírio às mãos do padrasto, já detido, e de quem teve dez filhos.

A vítima, residente numa localidade da província de Santiago del Estero, no norte da Argentina, confessou que engravidou pela primeira vez aos 13 anos, depois de dois anos de abusos. O padrasto, que só foi identificado pela alcunha, ‘O Velho", usava um chicote para agredir todos os membros da família e violava a sua enteada vezes sem conta.

As agressões sexuais resultaram em dez filhos, mas dois deles morreram. "Cada vez que vinha bêbado, esperava o pior. Não conseguia pedir ajuda a ninguém" – diz Maria, afirmando que o padrasto a obrigava a ter os filhos em casa.

violação agressão jovem argentina abuso sexual gravidez
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)