Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Berlusconi tinha conta para orgias

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, tinha uma conta bancária para financiar as necessidades de algumas das jovens que participavam nas suas festas privadas de índole sexual. A conta era administrada pelo seu contabilista pessoal, Giuseppe Spinelli.
2 de Fevereiro de 2011 às 00:30
O veterano político pagou a Nicole Minetti, sob investigação por fomentar a prostituição
O veterano político pagou a Nicole Minetti, sob investigação por fomentar a prostituição FOTO: direitos reservados

De acordo com o diário italiano ‘La Repubblica’, a existência da referida conta é um dos pontos em que o Ministério Público de Milão, que investiga Berlusconi por incitamento à prostituição e abuso de poder no chamado ‘caso Ruby’, centra agora as atenções.

Beneficiaram da conta em questão, através de transferências bancárias efectuadas ao longo do ano passado, a conselheira regional da Lombardia, Nicole Minetti (também sob investigação por fomentar a prostituição), além de uma longa lista de nomes que o jornal italiano não revela. No entanto, o diário noticia que estas novas provas, que apoiam a versão do Ministério Público com base nas escutas telefónicas efectuadas no decurso da investigação, serão integradas no pedido de julgamento a Silvio Berlusconi, que deverá ser apresentado ainda esta semana.

A descoberta desta conta ‘secreta’ do veterano político italiano, de 74 anos, ocorreu durante buscas efectuadas no passado dia 14 de Janeiro ao apartamento de uma das jovens que frequentavam as festas. Num dos extractos encontrados figurava o aviso de uma transferência para a conta de Alessandra Sorcinelli, precisamente por ordem do chefe do governo.

BERLUSCONI NICOLE MINETTI ITÁLIA RUBYGATE
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)