Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Caçadora espanhola tinha denunciado ameaças há três meses

"Recebo ataques desde 2015, mas agora tornaram-se insuportáveis", disse Mel.
Daniela Vilar Santos 21 de Julho de 2017 às 12:46
Melania Capitán, a caçadora mais famosa do mundo, já tinha denunciado em 2015 que recebia ameaças. A espanhola suicidou-se, esta quinta-feira, e já correm rumores nas redes sociais que a jovem não aguentou os ataques que foi recebendo ao longo dos anos por ser caçadora.

"Recebo ataques desde 2015 mas agora tornaram-se insuportáveis", disse Mel num dos vídeos que publicou no Facebook.

"Vamos calar-te com uma bala" e "espero que alguém te espanque e te dê quatro meses de coma", são alguns dos comentários que se podem ler nas redes sociais da jovem.

Mel chegou mesmo a ter problemas no emprego com as atitudes de quem não aceitava o seu hobbie. Três pessoas dirigiram-se ao trabalho da mulher e pediram ao chefe que esta fosse despedida. "Os meus superiores disseram que não deram importância e que não me devia preocupar", explica Mel que acabou por falar com um advogado e denunciar o caso à Guardia Civil. "Dei todos os nomes e apelidos dos que me têm feito a vida impossível através do Facebook", acrescentou.

Melania aprendeu com o pai a caçar quando era pequenina e nunca mais deixou de praticar esta atividade. Há alguns anos criou um Facebook para partilhar as aventuras na caça mas de imediato começou a receber ameaças e insultos de defensores dos animais.

Melania Capitán Guardia Civil denúncias facebook caçadora
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)