Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Caso Isabella: Pai e madrasta condenados

Ao fim de cinco dias de julgamento, o casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá foi condenado, na madrugada de sábado, a 31 e a 26 anos de prisão, respectivamente, pelo assassinato da filha de Alexandre, Isabella Nardoni.
27 de Março de 2010 às 16:15
Isabella Nardoni tinha 5 anos quando foi assassinada
Isabella Nardoni tinha 5 anos quando foi assassinada FOTO: d.r.

O último dia do julgamento estendeu-se até de madrugada com o veredicto do juiz a considerar o casal como culpado na acusação de assassinato da pequena Isabella.

O caso remonta a Março de 2008 quando Isabella de apenas cinco anos foi atirada pela janela do sexto andar do apartamento do pai, em São Paulo, tendo sido considerados suspeitos principais o pai e a madrasta da menina.

Assim que foi conhecida a decisão do juiz Maurício Fossen, a multidão que aguardava à porta do Fórum de Santana comemorou a condenação com fogo-de-artifício.

O casal agora condenado saiu do tribunal em direcção à prisão de Tremembé sob fortes medidas de segurança. A polícia foi obrigada a intervir com gás pimenta para dispersar a multidão que queria agredir o pai e a madrasta de Isabella.

A mãe da menina assassinada, Ana Carolina Oliveira, soube da decisão do tribunal pelo telefone e foi à varanda da sua casa acenar a todos os que lhe prestavam apoio à porta do edifício.

De acordo com o diário on-line ‘G1’, os depoimentos do médico do Instituto de Medicina Legal e os registos telefónicos que colocam o casal em casa na hora do crime foram decisivos na resolução do caso.  

Ver comentários