Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

China oferece ajuda aos EUA para enfrentar pandemia do coronavírus

EUA já são o país com mais casos de Covid-19 em todo o Mundo.
Ricardo Ramos 28 de Março de 2020 às 10:25
Coronavírus nos EUA
Coronavírus nos EUA FOTO: Reuters

O presidente chinês Xi Jinping ofereceu esta sexta-feira ajuda aos EUA para enfrentar a epidemia de coronavírus, que nos últimos dias disparou na América e fez do país o novo epicentro da pandemia no Mundo. A oferta foi feita durante uma conversa telefónica com o presidente Donald Trump, que ajudou a suavizar a tensão causada pela insistência do presidente americano em chamar "vírus da China" ao Covid-19 e acusar Pequim de ocultar informações sobre a epidemia.

"A China já passou por muito e desenvolveu um conhecimento aprofundado sobre o vírus. Estamos a trabalhar em conjunto. Muito respeito", escreveu Trump no Twitter. Os EUA ultrapassaram na quinta-feira a China como país com mais casos confirmados de Covid-19 no Mundo. A América tem agora perto de 85 mil pessoas infetadas e registou um total de cerca de 1250 mortes pela doença.

PORMENORES
A culpa é dos testes
Confrontado com o facto de os EUA serem agora o país com mais casos de coronavírus, Trump desvalorizou, afirmando que a subida no número de casos tem que ver com o aumento do número de testes realizados no país nos últimos dias.

Alerta em Nova Iorque
Nova Iorque vai construir oito hospitais temporários para fazer frente ao aumento exponencial de casos de coronavírus que é esperado nas próximas semanas, tendo pedido também 30 mil ventiladores ao governo.

Nova Orleães em risco
O número de infetados disparou nos últimos dias em Nova Orleães, que poderá ultrapassar em breve Washington e Nova Iorque como epicentro da doença nos Estados Unidos.

MUNDO EM PORTUGUÊS
Estado de Emergência
O presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, pediu esta sexta-feira à Assembleia Nacional para autorizar a declaração do estado de emergência no país. Cabo Verde regista até ao momento cinco casos confirmados de Covid-19, três na ilha da Boavista e dois na Cidade da Praia, além de um óbito, um turista britânico de 62 anos.

Notícias falsas
As autoridades médicas guineenses foram esta sexta-feira forçadas a desmentir um boato colocado a circular nas redes sociais sobre a chegada ao país de uma vacina para combater a Covid-19. A vacina, diz a mensagem, teria sido adquirida pelas autoridades e, supostamente, teria chegado a Bissau na quinta-feira, por via área. Terão sido cidadãos guineenses residentes no estrangeiro a alertarem os seus familiares em Bissau sobre a chegada da vacina.

Visitas proibidas
O Serviço Nacional Penitenciário de Moçambique suspendeu as visitas aos reclusos como forma de evitar a propagação do novo coronavírus nas cadeias moçambicanas. "Nós podemos pensar que a situação está controlada, mas caso apareça um cidadão infetado, pode complicar a nossa situação nos estabelecimentos penitenciários", disse o diretor-geral Jeremias Cumbe. O número de casos de infeções pela Covid-19 em Moçambique subiu de cinco para sete, segundo a última atualização do Ministério da Saúde.

Repatriamento
A TAP está a preparar os dois primeiros voos de repatriamento de passageiros entre Maputo e Lisboa para segunda-feira à noite. Esta sexta-feira realizaram-se dois voos de repatriamento de portugueses de Luanda, Angola, e um terceiro está previsto para esta noite.

Pessoas nas ruas
O primeiro dia do estado de emergência foi esta sexta-feira cumprido de forma ligeira em Angola, com muitas pessoas ainda nas ruas e a polícia a assumir uma atitude de tolerância e pedagogia. O governo já avisou, no entanto, que ao abrigo das medidas previstas no decreto do estado de emergência, está interdita a livre circulação de pessoas nas ruas salvo para fazer compras ou ir por motivos de saúde. O executivo anunciou também que a água e as telecomunicações serão gratuitas durante o período em que estiver vigente o estado de emergência.

Rendimento social
O governo cabo-verdiano vai atribuir um rendimento social de inclusão a 8000 famílias carenciadas e pagar um subsídio de 10 mil escudos (89 euros) aos trabalhadores do setor informal para mitigar os efeitos da crise económica provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Ajuda internacional
Os principais parceiros internacionais decidiram apoiar as autoridades da Guiné-Bissau no combate à pandemia do novo coronavírus. Nações Unidas, União Europeia, União Africana, CEDEAO e CPLP sublinharam que, perante o cenário de crise política no país, a ajuda é justificada por razões humanitárias. A Guiné-Bissau registou até ao momento dois casos confirmados de infeção por Covid-19.

VOLTA AO MUNDO
Morte aos 16 anos
A França está em choque com a morte de Julie, uma adolescente de 16 anos sem problemas médicos conhecidos. "Há uma semana apenas tinha uma tosse ligeira", diz a família, que quer que o caso seja um alerta para todos os jovens.

Refugiados em risco
A ONU alertou que mais de um milhão de pessoas pode estar em risco se o coronavírus se espalhar nos campos de refugiados da Síria. Até agora não há casos confirmados, mas também não há material médico ou sanitário.

Limitar passeio canino
A Câmara de Tres Cantos, Madrid, introduziu novas medidas de restrição de movimentos. A partir de agora, passear o cão só até um raio de 200 metros de casa, e ir às compras só em dias alternados, consoante o número da porta seja par ou ímpar.

Centenária curada
Uma centenária diagnosticada com Covid-19 na região de Albacete, Espanha, reagiu favoravelmente aos tratamentos e teve alta ao fim de duas semanas, relata o jornal online ‘El Digital de Albacete’. Uma boa notícia no meio de tanta tragédia.

Vigiados para sempre
O ativista Edward Snowden alertou que as medidas de vigilância eletrónica introduzidas por muitos governos para seguir a propagação da pandemia podem ser um hábito difícil de abandonar no regresso à normalidade.

1 deixa 40 mil em risco
Mais de 40 mil pessoas em 12 aldeias no Punjab, na Índia, estão de quarentena devido a um surto local de Covid-19 propagado por uma única pessoa. Trata-se de um  pregador religioso de 70 anos que morreu na semana passada.

Hospital em Hollywood
Os estúdios de Hollywood podem vir a ser usados como hospitais improvisados para tratar doentes com Covid-19. A medida está a ser avaliada pelo presidente da Câmara de Los Angeles, Eric Garcetti, perante a falta de capacidade dos hospitais.

Sonhos mais intensos
Se desde que está fechado em casa  tem tido sonhos mais vívidos e agitados, saiba que não é o único. Um estudo da Universidade de Swansea mostrou que a vida em quarentena pode provocar sonhos mais intensos, memoráveis e emocionais.

Eleições por carta
Perante o avanço sem controlo da pandemia nos EUA, vários estados norte-americanos já estão a fazer planos de contingência para a possibilidade de as eleições presidenciais de novembro terem de ser realizadas... por correio.

Preservativos
A epidemia de coronavírus pode provocar uma escassez mundial de preservativos. Por causa da quarentena, as três fábricas do maior produtor mundial, a Karex Berhad, da Malásia, estão paradas há quase duas semanas.

Covid-19 no Mundo China EUA América Xi Jinping Donald Trump Pequim Nova Iorque
Ver comentários