Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Carta que anunciava retirada da coligação militar dos EUA do Iraque era um "rascunho" divulgado por "engano"

Carta foi um erro e retirada das tropas norte-americanas do Iraque não está para já prevista.
SÁBADO e Correio da Manhã 6 de Janeiro de 2020 às 20:12
tropas norte-americanas Iraque
tropas norte-americanas Iraque
A carta que anunciava a retirada da coligação internacional dos EUA do Iraque era afinal um "rascunho". Quem o garante é o general do exército dos EUA que afirma que esta não deveria ter sido enviada e que se tratou de um engano. 

Ao início da noite desta segunda-feira, a agência Reuters anunciou que a coligação internacional liderada pelos EUA se preparava para abandonar o Iraque. A decisão foi comunicada por carta às forças militares do regime de Bagdad e teria como base o respeito pela soberania do país. 

"Senhor, em deferência à soberania da República do Iraque, e conforme solicitado pelo Parlamento e primeiro-ministro iraquianos, a CJTF-OIR [sigla em inglês que designa a coligação internacional liderada pelos Estados Unidos - Operação Resolução Inerente] vai reposicionar as suas forças no próximo dia", escreveu o comandante da referida força, o brigadeiro-general William H. Seely III na missiva. A veracidade da carta foi confirmada à Reuters por uma fonte militar iraquina. 

Mas logo depois, num momento de aparente contradição, o Pentágono anunciou que a informação não era verdadeira. "Não há qualquer decisão de saída do Iraque", garantiu o secretário da Defesa dos EUA, Mark Esper, citado pela AFP.

Já à Sky News, um comandante norte-americano disse que os EUA estão a reduzir o número de tropas por "razões de segurança" mas que não iriam sair do país. 

Por último, Mark Milley, general do exército dos EUA confirmou que realmente existiu uma carta, mas que essa era um "rascunho", divulgado por "engano", segundo avança a CNN.

"Essa carta é um rascunho. Foi um erro, não foi assinada, não deveria ter sido divulgada. O texto estava mal formulado e a retirada da coligação não está a acontecer", concluiu o comandante militar.


EUA Iraque Reuters Bagdad distúrbios guerras e conflitos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)