Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Confusão na Área 51. Brincadeira no Facebook acaba por atrair mais de um milhão de pessoas

Invasão está marcada para esta sexta-feira. Mas irá acontecer?
SÁBADO 20 de Setembro de 2019 às 10:53
Confusão na Área 51. Brincadeira no Facebook acaba por atrair mais de um milhão de pessoas
Confusão na Área 51. Brincadeira no Facebook acaba por atrair mais de um milhão de pessoas
Confusão na Área 51. Brincadeira no Facebook acaba por atrair mais de um milhão de pessoas
Confusão na Área 51. Brincadeira no Facebook acaba por atrair mais de um milhão de pessoas
Confusão na Área 51. Brincadeira no Facebook acaba por atrair mais de um milhão de pessoas
Confusão na Área 51. Brincadeira no Facebook acaba por atrair mais de um milhão de pessoas
Confusão na Área 51. Brincadeira no Facebook acaba por atrair mais de um milhão de pessoas
Confusão na Área 51. Brincadeira no Facebook acaba por atrair mais de um milhão de pessoas
Confusão na Área 51. Brincadeira no Facebook acaba por atrair mais de um milhão de pessoas

Vários entusiastas de óvnis (objetos voadores não identificados) dirigiram-se para o estado do Nevada em direção à Área 51, que se diz albergar os segredos do governo norte-americano sobre extraterrestres. Ao mesmo tempo, os militares reforçaram o dispositivo de segurança na zona.

Mas como chegámos até aqui? Tudo começou nas redes sociais, com um desafio para invadir a Área 51, de acesso restrito. Os "visitantes" estão a juntar-se em Rachel, uma pequena cidade perto da zona militar que nem tem uma bomba de combustível ou uma mercearia.

O único negócio de Rachel está a aproveitar a suposta invasão: chama-se Little A’Le’Inn (trocadilho com a palavra "alien") e é um motel e restaurante.

Nicholas Boyen e Cayla McVey estão no local e falaram com a Reuters sobre o que os levava a Rachel. "Isto evoluiu para um ajuntamento pacífico, uma partilha de histórias de vida", afirmou Carla, que como o marido tem tatuagens de óvnis. "Acho que vamos ter um grupo de pessoas que estão prontas, respeitosas e sabem no que se vão meter."

A invasão à Área 51 está marcada para segunda-feira, 23. Há décadas que o local é secreto, e origina teorias da conspiração como a de albergar um óvni e os corpos da sua tripulação, depois de este ter caído em Roswell, Novo México, em 1947. Até 2013, o governo norte-americano não confirmou que a base existisse; mas os registos divulgados nesse ano indicam que é usada para testar aeronaves para espionagem e caças de combate.

Segundo a Reuters, ainda não é claro se a invasão sempre irá arrancar.

Ideia de Matty preocupou autoridades
Matty Roberts, um estudante universitário da Califórnia, criou em junho um evento no Facebook em que pedia às pessoas que invadissem a Área 51 a pé "para ver os aliens".

Mais de um milhão de pessoas aderiram à ideia, mas a Força Aérea alarmou-se e instou os curiosos a não passarem pelos portões da base militar.

Então, começaram a surgir várias alternativas: Roberts associou-se à dona do Little A’Le’Inn e organizaram um festival chamado Alienstock; noutra cidade, Hiko, surgiu um evento com músicos, artistas e estudiosos de óvnis.

O condado de Lincoln, onde se situam as duas cidades, reforçou a segurança. Esta quinta-feira, cinco carros da polícia estavam estacionados junto aos portões da Área 51.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)