Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Família torturada e morta no Brasil

Aconteceu na Vila Nova Curuçá, na cidade brasileira de S. Paulo. Cinco pessoas de uma mesma família de origem japonesa, os Yonekura, foram torturadas e depois assassinadas e queimadas por dois ladrões.
13 de Setembro de 2005 às 00:00
Das sete pessoas da família que estavam na casa, sobreviveram apenas duas, um menino de 11 meses e o pai deste, deixado amarrado e amordaçado, provavelmente por parecer estar morto.
O bebé foi deixado sem ferimentos no colo da mãe, morta com um tiro na cabeça dentro do carro da família, guardado na garagem. Os avós do menino, uma tia e um tio morreram no andar de cima, os mais novos foram mortos a tiro e os mais velhos queimados vivos.
O pai da criança e um irmão trabalhavam no Japão e tinham chegado ao Brasil para passar férias no sábado, dia em que a casa foi invadida pelos ladrões, que procuravam os dólares que os emigrantes supostamente teriam trazido. Sem encontrar quanto queriam, os bandidos torturaram e mataram as vítimas uma a uma e, antes de sair, trancaram o casal de idosos no andar de cima, já muito feridos, fizeram uma barreira com móveis na escada e atearam fogo à casa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)