Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Furacão ‘Maria’ arrasa Dominica e Guadalupe

É o segundo furacão de intensidade máxima a atingir a região nas últimas semanas.
Ricardo Ramos 20 de Setembro de 2017 às 08:36
Escassas semanas após a passagem do ‘Irma’, o furacão ‘Maria’ está a devastar as Caraíbas com ventos ciclónicos e chuvas torrenciais
Furacão Maria assola várias ilhas das Caraíbas
Furacão Maria assola várias ilhas das Caraíbas
Furacão Maria assola várias ilhas das Caraíbas
Furacão Maria assola várias ilhas das Caraíbas
Furacão Maria assola várias ilhas das Caraíbas
Escassas semanas após a passagem do ‘Irma’, o furacão ‘Maria’ está a devastar as Caraíbas com ventos ciclónicos e chuvas torrenciais
Furacão Maria assola várias ilhas das Caraíbas
Furacão Maria assola várias ilhas das Caraíbas
Furacão Maria assola várias ilhas das Caraíbas
Furacão Maria assola várias ilhas das Caraíbas
Furacão Maria assola várias ilhas das Caraíbas
Escassas semanas após a passagem do ‘Irma’, o furacão ‘Maria’ está a devastar as Caraíbas com ventos ciclónicos e chuvas torrenciais
Furacão Maria assola várias ilhas das Caraíbas
Furacão Maria assola várias ilhas das Caraíbas
Furacão Maria assola várias ilhas das Caraíbas
Furacão Maria assola várias ilhas das Caraíbas
Furacão Maria assola várias ilhas das Caraíbas
O furacão ‘Maria’ causou ontem "enorme devastação" nas pequenas ilhas de Dominica e Guadalupe, nas Caraíbas, e deveria atingir esta madrugada Porto Rico e as Ilhas Virgens, territórios duramente afetados na semana passada pela passagem do furacão ‘Irma’, que causou a morte a mais de 80 pessoas.

O ‘Maria’ tocou terra na Dominica com intensidade 5, o valor máximo na escala de Saffir-Simpson, trazendo chuvas torrenciais e ventos de velocidade superior a 250 quilómetros por hora. O olho do furacão passou mesmo por cima da pequena ilha de 72 mil habitantes, causando danos avultados.

"Perdemos tudo o que podíamos ter perdido", disse o primeiro-ministro Roosevelt Skerrit, que durante a tempestade foi fazendo o ponto da situação através do Twitter e teve mesmo de ser resgatado da sua residência oficial. "O telhado foi arrancado, estamos à mercê do furacão", escreveu na rede social antes de ser levado para um local mais seguro.

O furacão perdeu intensidade ao deixar a Dominica mas voltou a ganhar categoria 5 antes de atingir, horas mais tarde, o território francês de Guadalupe, causando inundações e deslizamentos de terras e arrancando telhados e árvores. A ilha estava ontem sem comunicações, desconhecendo-se a verdadeira dimensão dos estragos. Mais sorte teve a Martinica, que escapou ao pior da tempestade e reduziu o nível de alerta para depressão tropical.

O furacão ‘Maria’ dirigia-se ontem para as Ilhas Virgens e para Porto Rico, onde deveria chegar durante a madrugada. Em ambos os territórios foi decretado o alerta vermelho e ordenada a evacuação obrigatória das zonas costeiras. "Se não saírem, vão morrer", avisou o governador de Porto Rico, alertando para as consequências "potencialmente catastróficas" de um furacão de intensidade máxima.

PORMENORES 
Ajuda em causa
O ‘Maria’ poderá afetar gravemente a distribuição de ajuda às ilhas devastadas pelo ‘Irma’ na semana passada, já que a mesma estava a ser coordenada a partir de alguns dos territórios, como Porto Rico, que agora foram diretamente atingidos.

Estado de emergência
Donald Trump declarou o estado de emergência em Porto Rico e nas Ilhas Virgens Americanas perante a ameaça do furacão. A medida autoriza o Departamento de Segurança Nacional e a Agência de Gestão de Emergências (FEMA) a coordenarem a ajuda aos territórios afetados.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)