Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Jornalista emociona-se ao dar notícia sobre crianças imigrantes

Pivot não conteve as lágrimas ao relatar episódio de separação de pais e filhos nos EUA.
Marta Ferreira 21 de Junho de 2018 às 00:49
Rachel Maddow
Centro de detenção nos EUA
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Rachel Maddow
Centro de detenção nos EUA
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Rachel Maddow
Centro de detenção nos EUA
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Centro de detenção de McAllen
Rachel Maddow, uma popular jornalista da MSNBC, acabou a noite desta terça-feira em lágrimas. A mulher de 45 anos não conseguiu dar uma notícia, tendo-se emocionado sobre o que está a acontecer com os imigrantes ilegais, que têm sido separados dos pais nos centros de detenção na fronteira dos EUA com o México. 

O momento aconteceu durante a cobertura televisiva da decisão da administração política de Trump de declarar "tolerância zero" às famílias imigrantes, retendo milhares de crianças em centros sem os pais. 

Rachel começou por dizer que aquela era uma notícia de última hora avançada pela agência Associated Press. No momento em que começou a ler a notícia, a jornalista começou a ficar emocionada. "Isto é incrível", afirma. 

"Funcionários da administração Trump têm enviado bebés e outras crianças jovens à força separados de seus pais na fronteira dos EUA com o México para pelo menos três abrigos de 'tenra idade' no sul do Texas", começou por relatar, entre vários momentos em que tentava controlar as lágrimas.

Maddow teve dificuldade em ler a notícia e tentou "passá-la" a outro colega.

"Eu acho que vou ter que passar isso", disse, tentando conter-se.

Foi então que a jornalista pediu desculpa pelo sucedido e passou a emissão para o colega Lawrence O'Donnell, virando o corpo como se estivesse pronta para sair e despedindo-se.



A emissão acabou por se tornar viral e a jornalista pediu desculpa no Twitter por não se ter conseguido controlar.

"Peço desculpa por ter perdido o controlo. Não era esta a forma como eu queria dar a notícia", disse a jornalista.




Trump já recuou
Esta quarta-feira, e após muitas críticas, o presidente dos EUA decidiu recuar com decisão de separar pais e filhos quando estes atravessam a fronteira. Donald Trump assinou uma ordem executiva para acabar com a separação de crianças dos pais imigrantes.

Na prática, o que vai passar a acontecer é que os pais vão passar a ser detidos com os filhos, uma vez que Trump não pretende recuar no que toca à política de "tolerância zero" aos imigrantes ilegais.
Twitter EUA Estados Unidos México MSNBC presidente dos EUA Donald Trump imigrantes jornalista Rachel Maddow
Ver comentários