Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Maduro rejeita ajuda externa na Venezuela

Alega que não há miséria no país e ataca os EUA e a UE.
Francisco J. Gonçalves 9 de Fevereiro de 2019 às 10:19
Nicolás Maduro, presidente da Venezuela
Nicolás Maduro
Nicolás Maduro
Maduro
Maduro criticou países europeus
Nicolás Maduro
Nicolás Maduro, presidente da Venezuela
Nicolás Maduro
Nicolás Maduro
Maduro
Maduro criticou países europeus
Nicolás Maduro
Nicolás Maduro, presidente da Venezuela
Nicolás Maduro
Nicolás Maduro
Maduro
Maduro criticou países europeus
Nicolás Maduro
O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, afirmou esta sexta-feira que a ajuda humanitária que está na cidade fronteiriça de Cucuta, na Colômbia, devia ser entregue nesse país, pois, disse, "os venezuelanos não são pedintes".

"A Venezuela não sofre nenhuma crise humanitária", reiterou Maduro, rejeitando também a iniciativa do Grupo de Contacto da UE e países latino-americanos, que anunciaram uma missão técnica para coordenar a entrega de ajuda aos venezuelanos e apoiar a preparação de novas eleições presidenciais.

"Rejeitamos a natureza ideológica do documento", afirmou Maduro.

Recorde-se que a Venezuela bloqueou a fronteira com a Colômbia, pois considera a ajuda humanitária o primeiro passo para uma intervenção militar.

Reforçando esse receio, os EUA admitiram estar a contactar chefias militares venezuelanas, instando-as a abandonar Maduro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)