Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Mãe vê namorado violar e matar a filha

Adolescente de 14 anos foi espancada, violada e sufocada em "pacto sexual doentio".
Pedro Zagacho Gonçalves 9 de Janeiro de 2017 às 13:44
Grace Packer tinha 14 anos
Sara Packer participou no homicídio da filha edotiva e partilhava com o namorado uma fantasia sexual em que ambos matavam a menor
Jacob Sullivan, namorado de Sara, violou Grace antes de a matar
Corpo de Grace foi encontrado a cerca de 400 quilómetros de distância do local do crime
Morte de Grace Packer esta a chocar os EUA
Grace Packer tinha 14 anos
Sara Packer participou no homicídio da filha edotiva e partilhava com o namorado uma fantasia sexual em que ambos matavam a menor
Jacob Sullivan, namorado de Sara, violou Grace antes de a matar
Corpo de Grace foi encontrado a cerca de 400 quilómetros de distância do local do crime
Morte de Grace Packer esta a chocar os EUA
Grace Packer tinha 14 anos
Sara Packer participou no homicídio da filha edotiva e partilhava com o namorado uma fantasia sexual em que ambos matavam a menor
Jacob Sullivan, namorado de Sara, violou Grace antes de a matar
Corpo de Grace foi encontrado a cerca de 400 quilómetros de distância do local do crime
Morte de Grace Packer esta a chocar os EUA

Uma mãe norte-americana está acusada de matar a filha adotiva, de apenas 14 anos, com a ajuda do namorado. A mulher terá feito um pacto com o companheiro, para gratificação sexual de ambos, que previa que espancassem, violassem e finalmente matassem a adolescente. Os dois planearam cometer suicídio em seguida.

O corpo de Grace Packer foi encontrado numa região remota da Pensilvânia, a cerca de 400 quilómetros do local do crime, Abington Township, no estado norte-americano do Massachusetts. Após o crime, a mãe adotiva de Grace, Sara Packer, e o namorado desta, Jacob Sullivan, cobriram o corpo da jovem com areia para gatos e, três dias depois, desmembraram o corpo e livraram-se dos restos mortais numa zona florestal.

Grace foi dada como desaparecida em julho e o corpo foi encontrado a 31 de outubro. A polícia começou a investigar o caso mas a mãe dava sempre informações contraditórias sobre o desaparecimento da filha, em novembro foi acusada de obstrução à justiça e, quando as autoridades se preparavam para detê-la, foi encontrada inconsciente em casa, com uma overdose medicamentosa. O namorado foi encontrado nas mesmas circunstâncias, pelo que se suspeita que os dois tenham feito um pacto suicida. Após internamento, os dois recuperaram e foram agora levados a tribunal.

A investigação apurou que o casal de criminosos já preparava há muito a "fantasia sexual de violência, violação e homicídio" que perpetraram. Grace foi surpreendida pela manhã pelo namorado da mãe, que a espancou violentamente. Sara apareceu depois e continuou a agredir a filha. Depois ficou a ver enquanto o namorado violava a menor. Os dois terão feito sexo depois. Os exames forenses indicam que Grace sofreu mais de 18 horas até morrer.

O casal drogou a adolescente e deixou-a amarrada no sótão de casa, saindo em seguida. Quando voltaram, e vendo que a jovem ainda não tinha morrido, sufocaram-na.

O caso chega agora aos tribunais. Os dois arguidos estão acusados de homicídio, violação, obstrução à Justiça, adulteração de provas, sequestro, maus-tratos a menor, profanação de cadáver e conspiração para cometer os referidos crimes. Grace Packer tinha sido adotada aos 3 anos e a mãe ainda não justificou o que a levou a cometer tais crimes, remetendo-se ao silêncio durante os interrogatórios. Já o namorado, Jacob Sullivan, confessou todos os crimes e diz que está "muito arrependido".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)