Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Médica julgada em tribunal por eutanásia

Paciente terá mudado de ideias no último momento.
Francisco J. Gonçalves 28 de Agosto de 2019 às 09:24
Alzheimer Portugal lança campanha para aumentar compreensão sobre a demência
Médicos
Alzheimer Portugal lança campanha para aumentar compreensão sobre a demência
Médicos
Alzheimer Portugal lança campanha para aumentar compreensão sobre a demência
Médicos

Num caso sem precedentes na Holanda, uma médica foi levada a tribunal por ter realizado, em 2016, uma eutanásia a uma idosa com Alzheimer que terá mudado de ideias no último momento sobre o desejo de morrer. A médica, não identificada, foi acusada de não ter feito as verificações necessárias para determinar o livre consentimento da idosa.

A médica, de 68 anos e já reformada, terá sedado a paciente, de 74 anos, durante o procedimento. No entanto, esta despertou e começou a debater-se, tendo a médica pedido à família para a segurar enquanto acabava de administrar a droga letal.

O Ministério Público afirma não querer uma pena de prisão para a médica, tanto mais que, quatro anos antes de morrer, a paciente deixou uma declaração escrita autorizando a eutanásia. A acusação alega que o processo judicial visa, cima de tudo, clarificar como é aplicada a lei da eutanásia a pacientes com demência.

Alzheimer Holanda saúde medicina
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)