Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Menino pede desculpa à mãe antes de morrer vítima de cancro

Criança lutava contra cancro no fígado há dois anos.
12 de Novembro de 2018 às 13:51
Charlie Proctor, cancro
Charlie Proctor, cancro
Charlie Proctor, cancro
Charlie Proctor, cancro
Charlie Proctor, cancro
Charlie Proctor, cancro
Charlie Proctor, cancro
Charlie Proctor, cancro
Charlie Proctor, cancro
Charlie Proctor, cancro
Charlie Proctor, cancro
Charlie Proctor, cancro

Um menino de cinco anos que vivia em Lancashire, no Reino Unido, morreu em casa este sábado, acalentado pela família, e pediu desculpas à mãe por fazê-lo. Charlie Proctor tinha sido diagnosticado com um cancro no fígado há dois anos e fazia tratamentos enquanto a família tentava arrecadar cerca de 900 mil euros para uma cirurgia nos Estados Unidos.

"Ontem à noite, às 23h14, meu melhor amigo, meu mundo, Charlie, respirou pela última vez. Ele adormeceu nos meus braços. Os nossos corações doem muito. O mundo perdeu um menino incrível", avançou a mãe, Amber Schofield, na última publicação da página Charlie’s Chapter, onde a históra de luta contra o cancro do menino era partilhada com mais de 30 mil internautas.

A história tinha inclusivamente comovido a cantora norte-americana Pink, que fez uma doação de cerca de 10 mil euros para a cirurgia que não teve tempo de acontecer.

No último mês, a família tinha sido informada que nada mais poderia salvar o menino e parou a arrecadação de dinheiro para o procedimento. Além disso, os pais organizaram uma festa de anos antecipada para Charlie, que completava 6 anos apenas em abril de 2019.

"Agora está na hora de voar. Eu estou tão orgulhosa de você. Você lutou com tanta força. Eu vou sentir saudades suas para sempre. Bons sonhos, meu bebé", finalizou a mãe na mesma publicação de despedida.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)