Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Milhares de trabalhadores protestam em Barcelona

Pedem a recuperação dos direitos perdidos.
1 de Maio de 2016 às 12:53
A manifestação central do 1.º de Maio foi convocada pelas Confederação Sindical das Comissões de Trabalhadores e pela UGT
A manifestação central do 1.º de Maio foi convocada pelas Confederação Sindical das Comissões de Trabalhadores e pela UGT FOTO: ALEJANDRO GARCIA/EPA
Milhares de trabalhadores participam este domingo de manhã em Barcelona, em Espanha, na manifestação central do 1.º de Maio, Dia do Trabalhador, convocada pelas Confederação Sindical das Comissões de Trabalhadores e pela UGT.

Os trabalhadores reivindicam a luta contra a pobreza salarial e social e a recuperação dos direitos perdidos nos últimos anos.

A manifestação começou pouco antes das 12h00 horas (11h00 em Lisboa), na praça Urquinaona, com muitos líderes sindicais e políticos na dianteira, como o presidente da UGT da Catalunha, Matias Carnero, o secretário-geral, Camil Ros, e o líder Confederação Sindical das Comissões de Trabalhadores na Catalunha, Joan Carles Gallego, o vice-presidente e ministro da Economia, Oriol Junqueras, o presidente do Parlamento, Carme Forcadell, e representantes de grupos como o PSC, Catalunya sí Que Es Pot ou Ciudadanos.

A manifestação conta também com uma ampla representação dos trabalhadores de empresas com problemas, como a fábrica da Delphi em Sant Cugat del Vallès (Barcelona), que fechará este ano, deixando 540 desempregados.

Barcelona Espanha 1.º de Maio Dia do Trabalhador trabalho
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)