Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Mulher mata marido à martelada após décadas de violência

Sally pediu recurso da sua condenação por homicídio no Tribunal de Londres.
28 de Fevereiro de 2019 às 20:59
Georgina Challen
Georgina Challen
Georgina Challen
Georgina Challen
Georgina Challen
Georgina Challen
Georgina Challen
Georgina Challen
Georgina Challen
Georgina Challen
Georgina Challen
Georgina Challen
Uma mulher que matou o marido à martelada após 40 anos de violência doméstica ganhou esta quinta-feira o recurso para mudar a sua condenação de prisão perpétua, com possibilidade de revisão de pena aos 18 anos de pena cumprida, perante o contexto em que o crime aconteceu. 

Georgina Challen, conhecida como Sally, admite que matou Richard Challen, de 61 anos, em agosto de 2010, depois de 40 anos a ser controlada e humilhada por ele.

Os advogados da mulher alegaram ao Tribunal de Recurso, onde pediu um recurso para a sua condenação por homicídio, que Sally não procurou tratamento para depressão no início do ano em que matou o marido porque acreditava que não tinha como escapar da situação. 

O caso de Sally é apoiado pela Justice for Women que é uma organização de apoio às vítimas.

A acusação alegava que a mulher era ciumenta e suspeitava de infidelidade.

O filho, David Challen, luta para que a mãe seja libertada.




 

 

p:nth-of-type(2)","sizes":[[8,8]],"hideOnSensitiveArticle":true,"relativePos":"after","additionalClass":"in-article","name":"div-gpt-ad-vip-slot","type":"VIP"}" data-gpt-placeholder="" data-response-start="692.059999999401" data-type="gpt" data-requested="1371.0049999990588" data-google-query-id="COzFnomk3-ACFdRjFQgd1lgLYg" data-timer-slot-rendered="1849.6799999993527" data-rendered-width="1" data-rendered-height="1" data-response-end="2135.2200000001176" data-viewable="true" style="background: #ffffff; border: 0px; font-size: 16px; margin: 0px; outline: 0px; padding: 0px; vertical-align: baseline; overflow: hidden; z-index: 1; color: #141414; font-family: 'Open Sans', sans-serif; font-style: normal; font-variant-ligatures: normal; font-variant-caps: normal; font-weight: 400; letter-spacing: normal; orphans: 2; text-align: start; text-indent: 0px; text-transform: none; white-space: normal; widows: 2; word-spacing: 0px; -webkit-text-stroke-width: 0px; text-decoration-style: initial; text-decoration-color: initial; height: 1px; max-height: 1px;">
Justice David Challen Look mum Sally Richard Challen Tribunal de Recurso
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)