Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Mulher que previu o 11 de setembro antecipou cura para o cancro já em 2021

Profetiza dos Balcãs morreu em 1996 mas as suas previsões ficaram escritas e guardadas pelo Governo búlgaro.
Correio da Manhã 23 de Dezembro de 2020 às 19:08
Baba Vanga
Baba Vanga FOTO: Direitos reservados
As previsões de Baba Vanga, uma mulher cega que ficou conhecida por "profetiza dos Balcãs", continuam a dar que falar. Depois de prever o 11 de setembro, a morte da princesa Diana ou o desastre de Chernobyl, o que terá previsto esta mulher para 2021?

Baba profetizou que em 2021 a cura para o cancro será encontrada, que Donald Trump sofrerá uma doença misteriosa - que inicialmente se pensou que pudesse ser a Covid-19 - que o deixará surdo, e o planeta será ainda "dominado por um dragão". 

As suas previsões dão ainda conta da queda da economia, uma tentativa de homicídio do presidente russo Vladimir Putin por alguém do seu próprio país e que os extremistas islâmicos vão usar "um arsenal de armas químicas contra a Europa". 

A mulher afirmou ainda que o Mundo vai sofrer uma série de "cataclismos" e grandes desastres que vão mudar a consciência das pessoas. "Tempos difíceis virão. As pessoas vão estar divididas pela sua fé", dizia.

Baba previu ainda que no futuro a produção de petróleo vai findar para dar lugar a comboios que andarão movidos pela luz solar.

De acordo com o jornal Mirror, as suas previsões não devem ser interpretadas literalmente... o que poderá explicar o facto de Baba afirmar que o planeta será tomado por um dragão. Os especialistas acreditam que quando Baba se refere a um "dragão", esta se possa estar a referir à China.

A búlgara conhecida por "Nostradamus dos Balcãs" morreu em 1996 mas, após a sua morte, muitas das coisas que previra aconteceram e os fãs têm agora a teoria de que a mulher também previu que Trump iria ficar infetado com coronavírus. 

Segundo os fãs, a vidente ganhou poderes após ficar cega aos 12 anos numa tempestade de areia, foi esse infortúnio que lhe deu uma "segunda visão".

Baba Vanga nunca escreveu nenhuma das suas próprias previsões, mas o governo búlgaro levava-a tão a sério que a colocou na folha de pagamento do Estado e colocou secretárias ao seu serviço que anotavam as suas previsões. Estima-se que 85% das suas previsões estejam corretas.
Baba Vanga Balcãs Diana Donald Trump Chernobyl questões sociais questões sociais
Ver comentários