Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Polícia dos EUA é alvo de novos protestos

Centenas de detidos durante confrontos em várias cidades.
Isabel Faria 11 de Julho de 2016 às 04:00
Manifestantes enfrentaram as forças de segurança em Baton Rouge, no estado do Louisiana, EUA
Manifestantes enfrentaram as forças de segurança em Baton Rouge, no estado do Louisiana, EUA FOTO: Jonathan Bachman/Reuters
Cerca de 200 pessoas foram detidas sábado em várias cidades dos EUA na terceira noite de protestos contra a violência policial e o racismo. As manifestações foram mais violentas em Atlanta, Nova Iorque e St. Paul, mas também em Washington, Miami e Chicago houve confrontos.

A situação continua tensa em Dallas, no Texas, onde, na noite de quinta para sexta-feira, cinco polícias foram mortos e outros sete feridos, por um atirador afro-americano que queria "matar brancos".

Ontem, uma ameaça anónima levou ao fecho de várias esquadras locais. Na sede geral da Polícia, a deteção de um homem mascarado obrigou ao reforço da vigilância durante várias horas.

Ainda assim, os protestos não pararam no país. "Sinto-me triste e com raiva por os corpos negros se estarem a acumular", lamentou uma ativista do grupo ‘Black Lives Matter’.

Esta nova onda de tensão racial eclodiu após as mortes de dois negros em operações policiais na semana passada. Alton Sterling foi morto em Baton Rouge, Lousiana, e Philando Castile em St. Paul, Minnesota, onde decorreu o maior protesto.

Milhares de pessoas fecharam uma estrada e lançaram pedras, garrafas e petardos contra a polícia, que reagiu com gás lacrimogéneo e balas de borracha. Também em Atlanta a polícia disparou sobre a multidão.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)