Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Professora adota aluno menor para sexo

Mulher de 43 anos, casada, ameaçava pôr adolescente fora de casa quando este se recusava a ter relações sexuais.
Pedro Zagacho Gonçalves 10 de Julho de 2017 às 12:19
Rayana Culver é acusada de fazer sexo com o filho adotivo
Rayana Culver é acusada de fazer sexo com o filho adotivo
Rayana Culver é acusada de fazer sexo com o filho adotivo
Rayana Culver é acusada de fazer sexo com o filho adotivo
Rayana Culver é acusada de fazer sexo com o filho adotivo
Rayana Culver é acusada de fazer sexo com o filho adotivo
Rayana Culver é acusada de fazer sexo com o filho adotivo
Rayana Culver é acusada de fazer sexo com o filho adotivo
Rayana Culver é acusada de fazer sexo com o filho adotivo
Rayana Culver é acusada de fazer sexo com o filho adotivo
Rayana Culver é acusada de fazer sexo com o filho adotivo
Rayana Culver é acusada de fazer sexo com o filho adotivo

Uma professora de Nova Jérsia, que adotou um aluno de 15 anos há poucos meses, é acusada de manter relações sexuais com o menor.

Rayana Culver, de 43 anos, foi detida e está acusada de abuso sexual. A mulher é casada e ofereceu-se para receber o aluno em sua casa, depois deste ter sido expulso da casa onde vivia com um familiar.

A mulher acabou por adotar o menor, a quem dava aulas na River Middle School. O aluno contou às autoridades que a relação "próxima" que os dois mantinham de tornou sexual rapidamente. A mulher começou por despir e acariciar o jovem antes deste ir dormir. Algum tempo depois fez-lhe sexo oral e depois alegadamente forçou o menor a penetrá-la.

"Depois do primeiro incidente, eles mantiveram relações sexuais regularmente, ao ponto da vítima lhe ter dito para parar e ter sido ameaçada que seria expulsa de casa", lê-se no relatório policial.

"O menor disse por SMS que não queria voltar a fazer sexo com a mãe adotiva e esta deixou bem claro que queria que as relações sexuais continuassem", diz o mesmo documento.

O jovem entregou o telemóvel à polícia. O número de Rayana está gravado como "mãe".

O advogado da professora assegura que as acusações "são completamente mentira". " A minha cliente mal pode esperara para que o seu nome seja limpo. Ele é um jovem muito problemático", afirma.

A mulher aguarda o início do julgamento.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)