Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Putin ameaça apontar mísseis russos à Europa e EUA

Presidente russo deixou alerta aos Estados Unidos da América, em reação à intenção de instalar novas armas em território europeu.
20 de Fevereiro de 2019 às 11:51
Vladimir Putin
Vladimir Putin
Vladimir Putin
Vladimir Putin
Vladimir Putin
Vladimir Putin
Vladimir Putin
Vladimir Putin
Vladimir Putin
Vladimir Putin
Vladimir Putin
Vladimir Putin
A Rússia vai responder a qualquer implementação de armas nucleares de alcance intermediário na Europa, afetando os países onde esses mísseis forem colocados e também os Estados Unidos da América (EUA), avançou o presidente russo Vladimir Putin, esta quarta-feira.

Durante o discurso anual no parlamento, Putin garantiu que a Rússia não procura confrontos, mas que não vai permitir que os mísseis sejam colocados no continente Europeu, deixando um alerta de retaliação com os EUA, segundo informação avançada pela agência Reuters.

"Vamos atacar os EUA se tentarem implantar mísseis na Europa", disse Putin durante o seu discurso.

O presidente russo avançou também que os EUA devem por isso calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"Nós sabemos como fazer isso e vamos executar esses planos assim caso a ameaça se tornar real", afirmou.

O líder russo reforçou que as medidas serão tanto "simétricas como assimétricas", já que "alguns dos mísseis" que Washington poderia instalar na Europa "têm um tempo de voo de 10 a 12 minutos até Moscovo".

"Esta é uma ameaça muito grande para nós, o que agravaria drasticamente a situação no campo da segurança internacional", afirmou.

O novo míssil, que se denominará Zircon, voará a uma velocidade nove vezes superior à do som e terá um alcance de 1.000 quilómetros, acrescentou.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)