Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Serviços secretos russos impediram 30 atentados em 2015

Autoridades identificaram mais de 320 espiões estrangeiros.
19 de Dezembro de 2015 às 16:29
Putin destacou o aumento da atividade de serviços secretos estrangeiros no território russo
Putin destacou o aumento da atividade de serviços secretos estrangeiros no território russo FOTO: Reuters
Os serviços secretos russos impediram 30 atentados e identificaram mais de 320 espiões estrangeiros durante este ano, afirmou hoje o Presidente russo, Vladimir Putin, num discurso diante de elementos das forças de segurança russas.

"Tenho a sublinhar que este ano, graças aos esforços dos funcionários dos serviços de informações russos [FSB, antigo KGB], mais de 30 crimes de terrorismo foram evitados", disse o chefe de Estado russo, citado pelas agências noticiosas do país.

"Uma grande responsabilidade pesa sobre a nossa contraespionagem. Este ano, identificaram mais de 320 elementos e agentes de serviços secretos estrangeiros", prosseguiu Putin no mesmo discurso, feito por ocasião das comemorações do dia dos serviços de segurança russos.

Vladimir Putin - um ex-agente do KGB soviético e antigo diretor do FSB antes de chegar ao poder em 1999 - destacou ainda o aumento da atividade de serviços secretos estrangeiros no território russo.

"Observamos que os serviços secretos de certos países intensificaram (...) o seu trabalho na Rússia", indicou.

Os casos de espionagem multiplicaram-se nos últimos meses na Rússia, estando a maioria relacionada com a Ucrânia, onde decorre desde abril de 2014 um conflito armado entre as forças de Kiev e os separatistas pró-russos.
Vladimir Putin KGB atentados espiões política espionagem Rússia Ucrânia Kiev
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)