Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Mentor do atentado contra a revista Charlie Hebdo sob custódia das autoridades francesas

O francês, de 36 anos, também conhecido pelo pseudónimo de Adbou Hamza, foi detido a 16 de dezembro em Djibuti.
Lusa 23 de Dezembro de 2018 às 06:27
Peter Chérif

Cameron e Obama sublinham que não vão deixar-se intimidar pelos radicais islâmicos.
Atentado na sede do Charlie Hebdo provocou 12 mortes
'Publicámos este suplemento por solidariedade com o Charlie', declarou à agência France Presse o chefe de redação do jornal turco
Peter Chérif

Cameron e Obama sublinham que não vão deixar-se intimidar pelos radicais islâmicos.
Atentado na sede do Charlie Hebdo provocou 12 mortes
'Publicámos este suplemento por solidariedade com o Charlie', declarou à agência France Presse o chefe de redação do jornal turco
Peter Chérif

Cameron e Obama sublinham que não vão deixar-se intimidar pelos radicais islâmicos.
Atentado na sede do Charlie Hebdo provocou 12 mortes
'Publicámos este suplemento por solidariedade com o Charlie', declarou à agência France Presse o chefe de redação do jornal turco

O suspeito de ser o mandante do atentado contra o jornal Charlie Hebdo em janeiro de 2015 foi levado hoje sob custódia das autoridades francesas quando chegou a Paris, informou o Ministro do Interior, Christophe Castaner.

Peter Cherif "fugiu da justiça francesa, perante a qual deve responder pelas suas ações", escreveu o ministro na rede social Twitter, numa publicação em que aproveita para elogiar "a eficácia" dos serviços que tutela e a cooperação internacional.

O francês, de 36 anos, também conhecido pelo pseudónimo de Adbou Hamza, foi detido a 16 de dezembro em Djibuti.

Charlie Hebdo Paris Adbou Hamza Ministro do Interior Christophe Castaner Djibuti Twitter Peter Cherif política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)