Um ano depois da tragédia, Chapecoense ainda tenta regressar à normalidade

Avião que levava a equipa brasileira despenhou-se na Colômbia. Só sobreviveram seis dos 77 ocupantes.
Por Lusa|28.11.17
Um ano depois da queda do avião que vitimou equipa técnica, plantel e direção, a Chapecoense ainda tenta regressar à normalidade, enquanto decorrem investigações ao acidente e as famílias das 71 vitimas aguardam indemnizações.

A 28 de novembro de 2016, a equipa brasileira viajava para Medellín, onde iria defrontar os colombianos do Atlético Nacional na final da Taça Sul-Americana, quando o voo 2933 da companhia privada LaMia se despenhou já perto do aeroporto.

A falta de combustível foi a causa da queda do avião, do qual sobreviveram seis dos 77 ocupantes, três jogadores, dois tripulantes e um jornalista.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!