Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Fernanda Cachão

Queda em Lisboa

Rir da desgraça alheia alivia e é até um formato popular nas televisões por esse mundo fora.

Fernanda Cachão 12 de Maio de 2015 às 00:30

Mas não é por isso que contamos o episódio em que Aguinaldo Silva, autor da TV Globo, "quase morreu" depois de um "lauto jantar" num restaurante da moda na zona da fina Avenida da Liberdade, a caminho do parque de estacionamento que é hoje "a antiga Broadway de Lisboa", o Parque Mayer. Contamos porque é uma história exemplar.

Foi no seu site que o autor contou que pisou "uma emenda no asfalto", perdeu o equilíbrio "e, para não cair de boca no chão", impulsionou "o corpo para trás". "E foi aí que desabei e deu-se a melodia: bati com a cabeça no chão duro", acrescenta o brasileiro autor da telenovela ‘Império’ – cuja queda foi notícia no seu país –, que no dia seguinte acordou com um galo na cabeça e uma labirintite (distúrbio do ouvido).

Veio nas notícias que 1,3 milhões dos 698 milhões de euros orçamentados este ano para esta vaidosa que não olha para o chão e se distrai porque dizem que está na moda são para coisas como seminários e exposições. Isto, sim, uma labirintite de quem tem de andar em Lisboa. 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)