Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

CAMARATE FOI ACIDENTE, CONCLUI COMISSÃO

A comissão de inquérito nomeada pelo actual Governo para investigar a queda do avião que vitimou, a 4 de Dezembro de 1980, o então primeiro-ministro, Francisco Sá Carneiro, e o ministro da Defesa, Adelino Amaro da Costa, concluiu que se tratou de um acidente, provocado por falhas técnicas e por incúria dos pilotos e dos responsáveis pelo voo.
25 de Janeiro de 2003 às 15:07
Francisco Sá Carneiro
Francisco Sá Carneiro
A comissão de inquérito apurou como causas do que considera ter sido um acidente a “paragem inadvertida do motor esquerdo, a indevida utilização de ‘flaps’ na descolagem, o não embandeiramento do hélice do motor esquerdo e o facto de o centro de gravidade do avião estar fora dos limites”.

As conclusões indicam ainda que o piloto e o co-piloto “acumulavam fadiga devido aos voos consecutivos dos últimos dias” antes do acidente, pelo que estavam numa “situação de grande tensão”. O documento salienta ainda que o avião descolou “com menos combustível” e aponta a “incúria dos responsáveis pelo planeamento e segurança no transporte aéreo de importantes figuras de Estado” e o “pouco rigor dos pilotos na preparação do voo”.

Estas conclusões retomam de certa forma a teoria apresentada em 1981 pela Direcção-Geral da Aviação Civil, segundo a qual o Cessna caiu por falta de combustível nos depósitos da asa esquerda.

O inquérito, que havia sido arquivado pelo Tribunal da Relação de Lisboa, por considerar não haver provas de falta de combustível, foi reaberto em Janeiro de 2002 a pedido das famílias das vítimas. Em Dezembro último, o ministro das Obras Públicas, Valente de Oliveira, recebeu o relatório que é divulgado na edição de hoje do semanário “Expresso”.

O governante pediu aos familiares das vítimas uma apreciação das conclusões apresentadas pela actual comissão de inquérito. O advogado das famílias, Ricardo Sá Fernandes, pediu a anulação do presente inquérito, alegando que a comissão baseou-se apenas em velhos elementos de prova, não apreciando os indícios recolhidos desde 1981.

O “Correio da Manhã” sabe que estas conclusões estão também a provocar tensões entre os partidos da coligação governamental, PSD e CDS-PP.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)