Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

Contestação cancela visita

Questões de segurança levaram ontem o Presidente da República a cancelar, à última da hora, uma visita à Escola Artística António Arroio, em Lisboa.
17 de Fevereiro de 2012 às 01:00
O protesto dos alunos surgiu de uma forma descontrolada pelos vários corredores da escola
O protesto dos alunos surgiu de uma forma descontrolada pelos vários corredores da escola FOTO: Jorge Paula

Segundo apurou o CM, perante a contestação dos jovens contra a falta de um refeitório e o corte dos apoios nos passes sociais a Presidência terá receado que a confusão se instalasse e que algum dos menores ficasse ferido.

Oficialmente, a Presidência apenas divulgou que o cancelamento resultou de um "impedimento". Mas, apurou o CM, tal impedimento "não está relacionado com problemas de saúde, pessoais ou familiares de Cavaco Silva, mas sim com funções de Estado".

Entre os alunos, o "impedimento" causou "tristeza e indignação", divulgou a presidente da Associação de Estudantes, Daniela Jerónimo. A aluna do 12º ano disse que "os estudantes depositavam muita esperança nesta deslocação do Presidente, a fim de obterem maior visibilidade para o trabalho produzido pela escola e também para dar a conhecer as dificuldades dos alunos".

Na visita participaram o secretário de Estado do Ensino e Administração Escolar, João Casanova de Almeida, e a secretária de Estado do Ensino Básico e Secundário, Isabel Leite. Perante a contestação, João Casanova referiu que "é normal que a juventude se insurja sobre determinadas medidas".

Recorde-se que também José Sócrates foi vaiado aquando da deslocação à escola, em Maio de 2009. O estatuto do aluno e as obras na escola foram os motivos da contestação.

Alunos Protesto Cavaco Silva
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)