Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

EDP paga 1,5 milhões de euros à Universidade Nova

Instituição que fez estudo sobre os CMEC recebeu donativo da elétrica nacional.
Raquel Oliveira 27 de Fevereiro de 2019 às 01:30
António Mexia
António Mexia
António Mexia
António Mexia fez uma longa exposição inicial aos deputados da comissão de inquérito, de mais de uma hora
António Mexia
António Mexia
António Mexia
António Mexia
António Mexia fez uma longa exposição inicial aos deputados da comissão de inquérito, de mais de uma hora
António Mexia
António Mexia
António Mexia
António Mexia
António Mexia fez uma longa exposição inicial aos deputados da comissão de inquérito, de mais de uma hora
António Mexia
A Nova SBE, universidade que fez um estudo que conclui que a EDP perdeu 200 milhões de euros com os CMEC – as chamadas rendas da energia – recebeu um donativo da elétrica no valor de 1,5 milhões de euros.

A informação consta em documentos enviados pela própria universidade ao Ministério Público e que foram remetidos pelos procuradores do processo EDP à comissão de inquérito.

O estudo da Nova SBE era uma das armas que António Mexia, presidente-executivo da EDP que esta terça-feira foi ouvido no Parlamento, tinha para apresentar aos deputados, para contrariar a tese de que os CMEC beneficiam a empresa.

Um estudo da ERSE diz que a empresa ganhou mais de 500 milhões com este regime.

Mexia foi confrontado com a contratação pela Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, de Manuel Pinho, ex-ministro da Economia. 

A instituição teve também um patrocínio da elétrica, mas o gestor rejeitou que a contratação do antigo governante estivesse ligada ao apoio financeiro da EDP.

"Columbia não é uma instituiçãozeca que se prestasse ao que fosse", frisou Mexia quando confrontado pelo deputado do BE Jorge Costa.

"Foi a própria que propôs o nome de Manuel Pinho", insistiu.

Henrique Gomes despedido e Sanches ouvido
Dois ex-secretários de Estado da Energia estiveram ontem em destaque na comissão de inquérito.

Henrique Gomes, que Mexia não se lembra de ter despedido da Gás de Portugal, e que fez um estudo com "pressupostos errados", segundo o CEO da EDP, e Seguro Sanches que fez um requerimento à comissão para falar só depois do depoimento de Mexia, algo que o líder da EDP considerou "estranho".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)