Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

“Há outras opções”

A proposta de Francisco Louçã de uma liderança bicéfala do Bloco de Esquerda (BE) "para o século XXI", composta por João Semedo e Catarina Martins, não colhe unanimidade.

20 de Agosto de 2012 às 01:00
A deputada bloquista Ana Drago e o líder do BE, Francisco Louçã
A deputada bloquista Ana Drago e o líder do BE, Francisco Louçã FOTO: Pedro Catarino

 

A deputada do BE Ana Drago, por exemplo, manifestou-se ontem contra a sugestão de Francisco Louçã. "Todas as possibilidades estão em aberto, esta decisão tem apoiantes, mas também adversários dentro do BE", afirmou a deputada, acrescentando ainda que há militantes que "têm outros modelos de direcção".

Ana Drago não revelou se tenciona candidatar-se à liderança do Bloco de Esquerda, justificando que a discussão sobre nomes "restringe o debate político que é necessário fazer".

Já para o deputado João Semedo, o modelo proposto por Francisco Louçã de liderança a duas vozes tem "bastantes potencialidades". O deputado defendeu que a decisão de Louçã de deixar a liderança do partido "é uma decisão que respeito inteiramente, que não foi nenhuma surpresa, uma decisão amadurecida da parte dele e do Bloco".

Explicou ainda que está disponível para assumir a liderança caso seja esta a vontade dos militantes do BE.

Ana Drago Francisco Louçã BE liderança bicéfala
Ver comentários