Mendes Bota deixa Parlamento após 24 anos como deputado

José Mendes Bota iniciará funções no gabinete de Carlos Moedas, em Bruxelas.
26.11.14
  • partilhe
  • 0
  • +
Mendes Bota deixa Parlamento após 24 anos como deputado
O deputado do PSD Mendes Bota Foto Tiago Sousa Dias

O deputado do PSD Mendes Bota foi saudado esta quarta-feira por todas as bancadas na sua despedida da Assembleia da República, que abandona para assumir funções no gabinete do comissário europeu da Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas.

Numa curta intervenção no plenário, José Mendes Bota agradeceu aos deputados e funcionários parlamentares, especialmente à socialista Maria de Belém, que o "incentivou a abraçar" os temas da violência doméstica e de género, à presidente do Parlamento, Assunção Esteves, e aos ex-presidentes João Mota Amaral e Jaime Gama. "Foi com grande prazer que servi o meu país nesta casa", afirmou o histórico dirigente do PSD/Algarve e também antigo presidente da Câmara Municipal de Loulé, que defendeu "mais condições de trabalho para os deputados".

O deputado do PSD recebeu aplausos de pé das bancadas da maioria e elogios de todos os partidos com assento parlamentar e da presidente da Assembleia da República. O líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, destacou o seu percurso de "trabalho, competência e dedicação" que "enobrece o Parlamento e a política".

Por seu lado, o centrista Hélder Amaral lembrou o tratamento "de igual para igual" que Mendes Bota utilizava com os outros deputados e "a paixão" com que desempenhava as suas funções, "nas lides nacionais como nas suas lides regionais". Da bancada do PS, o líder parlamentar, Eduardo Ferro Rodrigues, disse esperar que o social-democrata encare as suas novas funções com "a dedicação e o mesmo entusiasmo" com que esteve no Parlamento, apontando-o como "um defensor da democracia representativa" e "do Estado de Direito".

José Mendes Bota, adiantou à Lusa que iniciará funções no gabinete de Carlos Moedas, em Bruxelas, na próxima segunda-feira e que "ao fim de 24 anos já era tempo", porque "este é um convite que não se repete daqui a um ano ou daqui a dois". O deputado cessante não quis entrar em detalhes sobre as suas novas funções, mas disse "gostar de Bruxelas" e considerou que "trabalhar com o engenheiro Carlos Moedas" será "um desafio interessante".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De Pontes27.11.14
    Aplicaram-lhe uma "bota" no traseiro...
1 Comentário
  • De Pontes27.11.14
    Aplicaram-lhe uma "bota" no traseiro...
    Responder
     
     0
    !