PS LIDERA MAS PERDE TERRENO

Desde o início do ano que o PS lidera as intenções de voto dos portugueses nas sondagens do Correio da Manhã, mas os socialistas têm vindo a perder terreno em relação ao PSD. Em Março último, a diferença entre os dois partidos chegou a ser de 15, 1 por cento, actualmente fica-se pelos 2,1 por cento.
24.06.03
  • partilhe
  • 0
  • +
PS LIDERA MAS PERDE TERRENO
O PS começou o ano com 41,2 por cento das intenções de voto, enquanto o PSD se ficava pelos 36 por cento. Em Fevereiro, a diferença aumentou. O PS conseguiu 42,6 por cento e os sociais-democratas desceram para os 33,8 por cento. Em Março, as diferenças foram ainda maiores. Os socialistas chegaram aos 46,3 por cento e o PSD ficou-se pelos 31,2 por cento.
Abril foi o mês da viragem. O PS sofreu uma descida acentuada para os 40,6 por cento e o PSD subiu ligeiramente, para os 33,2 por cento. Em Maio foi a vez dos sociais-democratas terem um acréscimo significativo nas intenções de voto, subiram para os 37,5 por cento. Ao mesmo tempo, os socialistas não foram além dos 38,8 por cento. Uma diferença mínima de 1,3 por cento.
Relativamente aos dados do mês de Junho, a distância entre os dois partidos subiu um pouco, mas a tendência continua a ser para a aproximação de valores. O PS reúne 40,7 por cento das intenções de voto, enquanto o PSD tem 38,6 por cento.
Quanto aos restantes partidos com assento parlamentar, nota-se uma certa instabilidade ao longo do ano. O PCP, por exemplo, começou com 4,9 por cento em Janeiro, chegou aos 7,3 por cento em Abril e desceu para os 5,6 por cento em Junho. Do mesmo modo, o CDS-PP começou o ano com 4,1 por cento, obteve 4,7 por cento em Abril e agora está nos 3,9 por cento. A mesma irregularidade marca os resultados do Bloco de Esquerda: 4,4 por cento em Janeiro, 1,9 por cento em Março, 4,2 por cento em Maio e 2,6 por cento este mês.
FICHA TÉCNICA
Objecto: intenção de voto legislativo. Universo: Eleitores residentes em Portugal em lares com telefone fixo. Amostra: Aleatória estratificada por voto legislativo, região, habitat, sexo, idade, instrução e actividade, polietápica e representativa do universo, com 600 entrevistas telefónicas (340 mulheres). Desvio padrão máximo de 0,020. Composição: Proporcional pelas variáveis de estratificação. Respostas: Taxa de resposta de 77,9%. Realização: 16 a 18 de Junho de 2003, para o CORREIO DA MANHÃ, pela Aximage, com a direcção técnica de Jorge de Sá e Luís Reto.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!