PSD EM QUEDA CONTINUADA

Se as eleições legislativas fossem hoje os socialistas seriam os vencedor com uma distância de 6,5 pontos percentuais em relação ao PSD, De acordo com a sondagem do Correio da Manhã/Aximage, o PS teria cerca de 38,2 por cento da intenções de voto e o PSD apenas 31,7 por cento.
20.03.04
  • partilhe
  • 0
  • +
PSD EM QUEDA CONTINUADA
O PS continua na frente da intenção de voto dos portugueses Foto Marta Vitorino
A sondagem revela também que os eleitores estão cada vez mais descontentes com a actuação do Governo, pois cerca de 63,6 por cento considera que a actuação do Executivo é pior do que esperava.
O resultado da consulta popular, realizada entre 15 e 17 de Março, poderá ter sido influenciado pelos recentes atentados terroristas em Madrid, que penalizou o partido de Aznar. E, apesar de o primeiro-ministro português tentar tranquilizar os portugueses afirmando que não há ameaças credíveis contra Portugal, o certo é que nenhum país está imune e o próprio Durão Barroso o admitiu.
De acordo com a sondagem, mesmo que se somasse os 5,5 por cento dos votos do CDS-PP (que ao contrário do PSD, o CDS-PPcresceu 1,2 pontos percentuais) aos 31,7 do PSD, a coligação não conseguiria superar o PS.
É de registar ainda o crescimento da CDU na intenção de voto dos portugueses, que coloca os comunistas com 6,8 por cento dos votos na frente do CDS-PP com 5,5 por cento e do Bloco de Esquerda com 5,2 . A subida destes partidos poderá estar também relacionada com os acontecimentos de Madrid.
Desde o início do ano que a intenção de voto dos portugueses no PSD tem vindo a diminuir. Em Janeiro de 2004, o PSD contava com 36,5 por cento dos votos, passando esse valor para 32,1 por cento em Fevereiro e 31,7 em Março. Sendo que, o partido que teve o maior crescimento em termos de pontos percentuais foi a CDU que, de 4,8 por cento dos votos em Fevereiro, passou para 6,8 por cento em Março.
Quanto às expectativas dos portugueses em relação à actuação do Governo, desde Setembro de 2003 que o descontentamento tem vindo a aumentar. Cerca de 47,8 por cento dos portugueses, em Setembro de 2003, considerava que o Governo estava a governar pior do que esperava, passando esse valor para os 53,7 por cento em Outubro de 2003, aumentando sucessivamente até aos 63,6 em Março de 2004.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!