Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

PSD/Madeira diz não ser tempo para "aventureirismos"

Ou "experimentalismos" que coloquem em causa o trabalho feito pela recuperação do país.
24 de Outubro de 2015 às 14:41
O PSD/Madeira apelou ao "bom senso e à responsabilidade de todos os intervenientes"
O PSD/Madeira apelou ao 'bom senso e à responsabilidade de todos os intervenientes' FOTO: Hélder Santos

O Conselho Regional do PSD/Madeira saudou este sábado a indigitação de Pedro Passos Coelho como primeiro-ministro, declarando que a situação do país "não está para aventureirismos ou experimentalismos" que coloquem em causa o trabalho feito pela recuperação do país.

Os conselheiros sociais-democratas madeirenses, que se reuniram em Santana, no norte da ilha da Madeira, consideraram que a indigitação do líder nacional do PSD é uma "consequência da inequívoca vitória obtida pela coligação 'Portugal à Frente' nas eleições de 4 de outubro".

"O tempo não está para aventureirismos ou para experimentalismos que podem pôr em causa o trabalho árduo e os sacrifícios realizados pelos portugueses pela recuperação do seu país", sublinharam os responsáveis do PSD/M.

Os componentes do IV Conselho Regional do partido na região apelaram ao "bom senso e à responsabilidade de todos os intervenientes, nomeadamente do líder da oposição e dos deputados agora empossados", apontando que esta postura é "fundamental para os interesses do país" e para "manter a estabilidade governativa, a dignidade institucional e o respeito pela democracia".


Os conselheiros consideraram que a vitória da coligação 'Portugal à Frente' representa, por parte dos portugueses, o "reconhecimento pelas circunstâncias extremamente difíceis que este governo enfrentou nos últimos quatro anos e meio".

Clique para aceder ao Especial CM Legislativas 2015 - Portugal a votos

PSD/M Madeira política Pedro Passos Coelho tempo aventureirismos experimentalismos
Ver comentários