Cidadãos recebem 200 euros para fazer perguntas a Costa

Equipa do primeiro-ministro avaliada por 50 pessoas pagas com ajudas de custo.
Por Cristina Rita|26.11.17
Cerca de cinquenta pessoas, de vários pontos do País, estiveram este domingo na Universidade da Aveiro a postos com perguntas na algibeira para questionar o primeiro-ministro, António Costa, sobre os dois anos de Governo. Para o efeito, recebem à volta de 200 euros pela deslocação, presença e alimentação.

Cidadãos recebem 200 euros para fazer perguntas a Costa
As contas são do semanário ‘Sol’ e seguem a experiência do ano passado, em que vinte pessoas confrontaram Costa na reitoria da Universidade de Lisboa sobre o primeiro ano do Executivo socialista.

O Governo fez um ajuste direto de 36 750 euros à empresa Aximage pela "aquisição de serviços de recrutamento de participantes" para a sessão de avaliação dos dois anos de governação. Jorge de Sá, da Aximage, diz que a empresa foi solicitada "para definir a amostragem e fazer o respetivo recrutamento das pessoas".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De democraciapodre26.11.17
    Custa-me a acreditar que o nosso dinheiro esteja a ser esbanjado em manobras de propaganda política em que o governo vai responder a indivíduos pagos para fazer perguntas!!!... Não, eu não quero acreditar que alguns parasitas se prestem a fazer perguntas contextualizadas ao governo e pagos para tal!
2 Comentários
  • De ho'canhão26.11.17
    Tendo em atenção o preço, serão perguntas de ouro ou, "douradas"!.. Para assim envergonhar quem viveu e participou no 25 de Abril de 1974.
    Responder
     
     0
    !
  • De democraciapodre26.11.17
    Custa-me a acreditar que o nosso dinheiro esteja a ser esbanjado em manobras de propaganda política em que o governo vai responder a indivíduos pagos para fazer perguntas!!!... Não, eu não quero acreditar que alguns parasitas se prestem a fazer perguntas contextualizadas ao governo e pagos para tal!
    Responder
     
     0
    !