Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

Rui Rio promete reagir "a seu tempo" a desafio de Montenegro

"As coisas têm o seu tempo, a sua calma, não vamos dramatizar", sublinhou o líder social-democrata.
Lusa 12 de Janeiro de 2019 às 14:14
Rui Rio
Luís Montenegro, ex-líder parlamentar e considerado um passista, desafiou ontem Rui Rio a marcar eleições diretas, mas não falou em moção de censura
Rui Rio
Rui Rio
Rui Rio
Luís Montenegro, ex-líder parlamentar e considerado um passista, desafiou ontem Rui Rio a marcar eleições diretas, mas não falou em moção de censura
Rui Rio
Rui Rio
Rui Rio
Luís Montenegro, ex-líder parlamentar e considerado um passista, desafiou ontem Rui Rio a marcar eleições diretas, mas não falou em moção de censura
Rui Rio
Rui Rio

O presidente do PSD, Rui Rio, disse este sábado em Coimbra que "a seu tempo" reagirá ao desafio lançado por Luís Montenegro, no sentido de convocar "já" eleições para a liderança do partido.

"Já tive oportunidade de dizer ontem [sexta-feira] que não sou hipócrita e portanto não vou fazer de conta que não aconteceu nada", afirmou Rui Rio, que falava hoje, aos jornalistas, num hotel em Coimbra, onde participou numa reunião do Conselho Estratégico Nacional (CEN) do PSD.

Mas "as coisas têm o seu tempo, a sua calma, não vamos dramatizar", sublinhou o líder social-democrata, repetindo o que dissera na véspera: "não sou hipócrita e portanto não vou fugir a nada".

Rui Rio voltou a recordar que, enquanto estudante universitário, foi "corredor de 100 e de 200 metros", mas que, "com a vida" não é "corredor de 100 metros", não anda "ao sprint", é "mais de fundo ou, neste caso", como tem dito, "tem mais de ser de meio fundo".

A reunião de hoje do Conselho Estratégico serviu exclusivamente para "preparar a primeira convenção nacional do CEN, que se vai realizar no dia 16 de fevereiro no Europarque", em Santa Maria da Feira, afirmou Rui Rio, destacando que este encontro será "uma coisa muito grande, com muitas centenas de participantes".

Antes da reunião, que decorreu à porta fechada, o vice-presidente do PSD Maló de Abreu acusou Luís Montenegro de tentar um "assalto ao poder" no partido e de fazer "politiquice" a três meses das eleições Europeias.

"Rui Rio candidatou-se com uma estratégia, com um caminho, que tem sido seguido e, portanto, parece-me absolutamente descabido, desnecessário e altamente prejudicial para o partido o que se está a passar neste momento", disse Maló de Abreu.

Na sexta-feira, o antigo líder parlamentar do PSD Luís Montenegro anunciou que está disponível para ser "de imediato" candidato à liderança do partido, desafiando Rui Rio a marcar eleições diretas já e a apresentar a sua própria candidatura.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)