Metro de Lisboa impede entrada de convidados, trabalhadores reúnem-se à porta

Trabalhadores defendem algumas medidas para que a empresa se adapte ao novo quadro de mobilidade que foi aprovado.
16.04.19
Os trabalhadores do Metropolitano de Lisboa reuniram-se esta terça-feira de manhã à porta das instalações da empresa em Carnide, depois de a administração ter impedido a entrada de representantes do PCP e do PAN, convidados para a reunião.

As organizações representativas dos trabalhadores (ORT) do Metropolitano de Lisboa agendaram para esta terça-feira uma reunião, na qual convidavam a estar presentes os partidos com assento parlamentar, a fim de explicarem que a empresa "não está verdadeiramente empenhada" em aplicar aquilo que consideram como "medidas essenciais", face ao aumento de utentes, na sequência dos novos passes sociais.

O porta-voz da comissão de trabalhadores, Paulo Alves, avançou à Lusa que os trabalhadores defendem algumas medidas para que a empresa se adapte ao novo quadro de mobilidade que foi aprovado, e começou a funcionar em 01 de abril, "no sentido de dar a melhor resposta".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!