Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Segundo chileno evadido de Caxias detido em Barcelona

Roberto Ulloa capturado quando participava num assalto.
22 de Fevereiro de 2017 às 20:33
Roberto Ulloa
Os dois chilenos que fugiram de Caxias, Jorge Naranjo (esq.) e Roberto Ulloa
Estabelecimento Prisional de Caxias
Estabelecimento prisional de Caxias
O chileno, Jorge Naranjo
Joaquim Bitton Matos, o luso-israelita
Roberto Ulloa
Os dois chilenos que fugiram de Caxias, Jorge Naranjo (esq.) e Roberto Ulloa
Estabelecimento Prisional de Caxias
Estabelecimento prisional de Caxias
O chileno, Jorge Naranjo
Joaquim Bitton Matos, o luso-israelita
Roberto Ulloa
Os dois chilenos que fugiram de Caxias, Jorge Naranjo (esq.) e Roberto Ulloa
Estabelecimento Prisional de Caxias
Estabelecimento prisional de Caxias
O chileno, Jorge Naranjo
Joaquim Bitton Matos, o luso-israelita
O segundo chileno que fugiu da prisão de Caxias, no passado fim-de-semana, foi detido em Barcelona. 

Roberto Ulloa, de 29 anos, foi capturado durante uma operação policial, levada a cabo pelas autoridades da Catalunha, os Mossos d'Esquadra. Estaria a participar num assalto com outros indivíduos quando foi intercetado. 

O fugitivo tinha sido já inquirido pelas autoridades espanholas, quando foi visto no aeroporto de Barajas, em Madrid, no domingo. No entanto, devido a um atraso na receção do mandado de detenção europeia, Roberto Ulloa acabou por ser libertado. 

Naranjo ficou detido por apresentar documentos falsos e ter cometido crimes em Espanha.

Permanece em fuga o terceiro dos evadidos, o luso-israelita Joaquim Bitton Matos.

Na terça-feira, a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, indicou que estão em curso averiguações sobre a fuga de três reclusos do Estabelecimento Prisional (EP) de Caxias na madrugada de domingo.

Os três reclusos, dois chilenos e um luso-israelita, fugiram na madrugada de domingo do EP de Caxias, concelho de Oeiras, através da janela da cela que ocupavam.

Em comunicado divulgado no domingo, a Direção Geral dos Serviços Prisionais indicou que os dois cidadãos chilenos, com 29 e 30 anos, e um português com 30 anos, se encontravam presos a aguardar julgamento por crimes de furto e roubo em processos criminais distintos.

A direção-geral dos Serviços Prisionais "instaurou de imediato um processo de averiguações, a cargo do Serviço de Auditoria e Inspeção da Direção Geral".

A fuga dos três detidos foi comunicada às diversas forças policiais -- GNR, PSP e PJ -- para a recaptura dos evadidos.


(em atualização)
Caxias reclusos fuga evadidos detido Barcelona
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)