Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Apanha 18 anos por matar GNR

Arguido disparou à queima-roupa por causa de terrenos agrícolas.
Ana Borges Pinto 11 de Fevereiro de 2017 às 09:39
António Barreira foi condenado pelo homicídio de Marcílio Miranda, GNR reformado, em maio do ano passado
António Barreira foi condenado pelo homicídio de Marcílio Miranda, GNR reformado, em maio do ano passado FOTO: CMTV
O Tribunal de Vinhais condenou, esta sexta-feira, António Barreira, de 42 anos, a uma pena de prisão de 18 anos e seis meses pelo crime de homicídio qualificado de que vinha acusado. O arguido matou a tiro de caçadeira Marcílio Miranda, GNR reformado de 59 anos, em maio de 2016, na aldeia de Candedo, em Vinhais, devido a desentendimentos com terrenos agrícolas.

O coletivo de juízes sustentou que o crime é "demasiado mau e demasiado grave" e "que o arguido não está arrependido".

Durante o julgamento, o homicida disse que não tinha intenção de matar e que apenas se defendeu quando a vítima se dirigiu a ele com um pau na mão, mas os juízes têm outro entendimento. "O arguido disparou à queima-roupa, por um motivo fútil e com frieza de ânimo. O coletivo descredibilizou a tese da legítima defesa", concluiu o juiz.

O tribunal teve em conta, para aplicação da pena, a confissão do crime, o facto de o arguido se ter ido entregar ao posto da GNR na noite do homicídio, não ter antecedentes criminais e de ter levado a vida de forma correta até à data do crime.

"É uma pena que não me surpreende, está dentro daquilo que esperávamos. Parece-me uma decisão justa, equilibrada e sensata", disse ao CM Francisco Sacramento, advogado da família da vítima.

Por seu lado, Paulo Preto, advogado do arguido, admite o recurso após ler o acórdão. O homicida terá ainda de pagar 162 mil euros de indemnização aos familiares de Marcílio Miranda.
Tribunal de Vinhais António Barreira Marcílio Miranda Candedo Vinhais tribunal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)