Atacam director do conservatório

O director do Conservatório de Música de Coimbra foi espancado sem razão aparente por um grupo de jovens, perto da Estação de Coimbra B. Manuel Rocha, 48 anos, ficou ferido com gravidade, fracturando uma perna, e foi com o amigo até às Urgências dos Hospitais da Universidade de Coimbra, onde está internado.
28.01.11
  • partilhe
  • 0
  • +
Atacam director do conservatório
Manuel Rocha esperava amigo na estação ferroviária quando foi agredido por não ter lume para dar Foto Fotomontagem

A cena de pancadaria ocorreu na segunda-feira, às 20h45, quando o músico esperava um amigo na estação ferroviária. Um jovem abordou-o, junto ao seu carro, e pediu--lhe lume para acender um cigarro. Manuel Rocha disse que não tinha, por não fumar, e após troca de palavras começou a ser agredido. A violência aumentou de intensidade quando amigos do agressor, entre eles uma mulher, se juntaram contra Manuel.

Há testemunhas, ontem criticadas pela vítima através do Facebook, na internet. "A atitude demissionária e de assobiar para o ar de quem presenciou a ocorrência não pode ser justificada pelo medo, ou não faria sentido evocar esse pilar da civilização ocidental que é o amor ao próximo", escreve Manuel Rocha, que até ontem não tinha apresentado queixa.

Os agressores fugiram e a vítima foi socorrida pelo amigo que tinha ido esperar à estação. Manuel Rocha soube no hospital que tinha o perónio da perna direita fracturado, mas diz "estar vivo" e não querer "ter medo de ir a Coimbra B". 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!