Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Morreu o bebé que caiu de segundo andar em Lagos

Menino de 18 meses sofreu ferimentos muito graves ao cair enquanto a mãe dormia.
João Mira Godinho e José Carlos Eusébio 6 de Maio de 2018 às 08:13
Acidente com criança em prédio em Lagos
Acidente com criança em prédio em Lagos
Acidente com criança em prédio em Lagos
Acidente com criança em prédio em Lagos
Acidente com criança em prédio em Lagos
Acidente com criança em prédio em Lagos
Acidente com criança em prédio em Lagos
Acidente com criança em prédio em Lagos
Acidente com criança em prédio em Lagos
O bebé de 18 meses que caiu da janela de um 2.º andar, de uma altura de cerca de 8 metros, de um prédio em Lagos, morreu na noite de sábado para domingo no hospital de Faro, avança ao CM fonte hospitalar. 

O menino estava internado desde sábado de  manhã com "prognóstico reservado", devido à gravidade dos ferimentos.

O acidente aconteceu quando a mãe estaria a dormir, pelas 9h30 de sábado.

"Ouvi um rapaz, que prestou os primeiros socorros ao menino, aos gritos, e o vizinho do 1.º andar veio à janela. Ele foi bater à porta dos pais e a mãe é que veio depois à janela e viu o filho já no chão", contou ao CM uma testemunha. A progenitora desceu à rua e ainda tentou agarrar o filho, mas não a deixaram, e, aos gritos, voltou a entrar no prédio.

Nessa altura já os Bombeiros Voluntários de Lagos e, depois, o INEM tentavam estabilizar o bebé, para o transportar para uma unidade de saúde. "O menino tinha muito sangue na cabeça, do lado direito", acrescentou a referida testemunha.



A assistência no local demorou mais de duas horas, até que foi possível levar o bebé para o hospital de Faro. Fonte oficial do Centro Hospitalar Universitário do Algarve adiantou ao CM que o menino ficou internado nos Cuidados Intensivos Pediátricos da unidade de Faro, com a "situação clínica a inspirar cuidados".

A PSP foi a primeira força de segurança a responder ao alerta mas depois o caso foi entregue à Polícia Judiciária, que vai continuar a investigação, para tentar perceber o que levou à queda do menino. Ainda durante a manhã de ontem, uma equipa da polícia científica esteve no local a recolher indícios. Mesmo confirmando-se que a mãe estava a dormir, as autoridades querem apurar como foi possível à criança, de ano e meio, chegar à janela - ao que o CM apurou, não estaria qualquer cadeira ou outro móvel junto à parede que facilitasse o acesso - e se a janela estaria já aberta ou se foi o menino que a abriu.

PORMENORES
Pais britânicos
Os pais do bebé são britânicos, mas residem em Portugal há alguns anos e a criança tem nacionalidade portuguesa. Estariam, no entanto, há pouco tempo nesta casa.

Meios de socorro
Entre Bombeiros Voluntários de Lagos, INEM e PSP, estiveram no local 14 operacionais apoiados por seis veículos.

Mãe em desespero
Depois de ver o que tinha acontecido com o filho e voltar para casa, a gritar de desespero, a mãe não voltou a ser vista na rua pelos populares.
Ver comentários