Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

'Birra’ por causa de mesa em esplanada abre guerra com clã no Seixal

Grupo voltou a dirigir-se à cervejaria após os primeiros confrontos e tentou matar proprietário e uma das funcionárias.
João Carlos Rodrigues 20 de Outubro de 2020 às 08:06
'Birra’ por causa de mesa em esplanada abre guerra com clã no Seixal
'Birra’ por causa de mesa em esplanada abre guerra com clã no Seixal FOTO: Rui Minderico
Uma ‘birra’ por causa de uma mesa na esplanada da cervejaria onde um grupo de seis homens estava a petiscar foi o motivo para destruírem o estabelecimento e, nos dias seguintes, tentarem matar o proprietário e uma das funcionárias.

O caso ocorreu no final de agosto do ano passado, na cervejaria Ponto Verde, em Paio Pires, Seixal, e esta versão dos acontecimentos foi relatada por dois trabalhadores do espaço.

“Ele já estavam há várias horas na cervejaria e depois pediram uma mesa na esplanada. Como estava cheia o meu colega disse que não era possível e foi logo agredido a murro.

Depois começou a confusão, com cadeiras, copos e cinzeiros pelo ar”, explicou esta segunda-feira no Tribunal de Almada uma funcionária.

Um dos arguidos, líder de uma igreja evangélica conhecido como ‘Pastor Lelito’, admitiu alguns dos factos, mas defendeu que o grupo é que foi atacado, tendo o pai sofrido um corte profundo na cabeça. 
Ver comentários