Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Bispo da Guarda "triste" com condenação de padre do Fundão

Luís Mendes foi condenado a 10 anos de prisão.
16 de Dezembro de 2013 às 13:18
Manuel Felício, bispo da Guarda
Manuel Felício, bispo da Guarda FOTO: José Paiva / Correio da Manhã

O bispo da Guarda declarou, esta segunda-feira, que ficou "triste" por o ex-vice-reitor do Seminário do Fundão ter sido condenado pelo tribunal a 10 anos de prisão por crimes de abuso sexual de menores.

Manuel Felício disse hoje, no final da leitura da mensagem de Natal, que a decisão judicial o "surpreendeu" e o deixou "triste".

"Com certeza que fiquei assim um bocadinho triste", disse o prelado diocesano, acrescentando que "a tristeza também pode ser imposta pelos factos".

A pena de 10 anos de prisão foi aplicada em cúmulo jurídico e o tribunal do Fundão deu como provados todos os crimes: abuso sexual de menores, abuso sexual de crianças e coação sexual.

A condenação teve em conta o número de atos praticados (19) e não o número de vítimas envolvidas, como pretendia a defesa.

De acordo com o que ficou provado em Tribunal, Luís Mendes, de 37 anos, abusou de seis crianças com idades entre os 11 e os 15 anos, cinco das quais alunos em regime de internato no Seminário do Fundão.

crimes abuso sexual de menores Bispo da Guarda condenação padre do Fundão Luís Mendes
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)