Bombeiros desmobilizam com garantias de que reivindicações serão entregues a Costa

Operacionais lutam contra os projetos de lei do Governo para a carreira do bombeiro profissional.
17.01.19
Os bombeiros que esta quinta-feira protestaram junto ao Conselho de Ministros, em Lisboa, desmobilizaram após garantias de que as suas reivindicações "ainda hoje" chegam ao primeiro-ministro, mas já com os olhos postos numa reunião com o Governo agendada para segunda-feira.

Cerca de 200 bombeiros municipais e sapadores de vários concelhos do país contestaram a proposta do Governo de regulamentação do estatuto do bombeiro profissional, que pretende unificar estas carreiras, por considerarem que o que foi apresentado "significa uma desvalorização enorme na carreira", que é "nivelada por baixo". Contestaram também o aumento da idade mínima de reforma dos 50 para os 60 anos.

Um grupo de representantes foi recebido pela secretaria da presidência do Conselho de Ministros, onde as suas reivindicações foram ouvidas e onde lhes foi assegurado que a moção esta quinta-feira aprovada chegaria "ainda hoje" ao primeiro-ministro, António Costa.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!