Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Bombeiros de Famalicão dão toneladas de alimentos a famílias

Corporação distribuiu sábado de manhã 300 cabazes de Natal a famílias carenciadas.
Fátima Vilaça 16 de Dezembro de 2018 às 06:00
Voluntários transportaram os cabazes em ambulâncias e entregaram-nos a 300 famílias carenciadas do concelho
Bombeiros
Voluntários transportaram os cabazes em ambulâncias e entregaram-nos a 300 famílias carenciadas do concelho
Bombeiros
Voluntários transportaram os cabazes em ambulâncias e entregaram-nos a 300 famílias carenciadas do concelho
Bombeiros
"Não tenho palavras para agradecer. Fui apanhada de surpresa e esta ajuda vai valer-me de muito este Natal. Que Deus vos ajude!" Num misto de emoção e espanto, Angélica Lima, de 56 anos, recebeu em casa uma das sete equipas dos Bombeiros Voluntários de Famalicão, que este sábado de manhã distribuíram 15 toneladas de alimentos por 300 famílias carenciadas do concelho.

A recolha foi feita por voluntários da corporação, nos últimos meses, em supermercados locais e em iniciativas promovidas pela corporação.

"O nosso objetivo é contribuir para que nada falte nesta época às famílias desfavorecidas. Esta iniciativa tem já seis anos e temos sido felizes ao entregar os cabazes, fazendo felizes estas famílias", explicou ao CM Pedro Alves, o comandante dos bombeiros de Famalicão.

Este sábado de manhã, às 09h00, sete ambulâncias carregadas com dezenas de cabazes - cada um com cerca de 50 quilos de alimentos - começaram a distribuição pelas 49 freguesias do concelho. Em cada cesto havia bens essenciais, como leite, arroz, massa e produtos enlatados, mas também bacalhau, azeite e pão de ló para a ceia de Natal das famílias.

Em Lemenhe, encontrámos Angélica, diabética que perdeu a visão e, com isso, o trabalho. Ficou emocionada com a ajuda. Noutro local, na mesma freguesia, Sónia Oliveira, com menos de 30 anos e sozinha a criar dois filhos, recebeu, grata, o donativo. "É uma ajuda preciosa, para mim e os meus meninos", disse.

Manuel Lemos, tesoureiro da Associação Humanitária dos Bombeiros de Famalicão, sublinhou que, além dos bens, as famílias agradecem as palavras de conforto.

"Somos uma associação humanitária e demonstramos isso através deste gesto simples, mas desinteressado", concluiu.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)