Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Buscas a Centeno devem-se a 'cunha' de Luís Filipe Vieira

Investigadores querem saber se ministro beneficiou filho do dirigente do Benfica em troca de bilhetes.
27 de Janeiro de 2018 às 13:50
Mário Centeno e Luís Filipe Vieira no Estádio da Luz, a 1 de abril
Luís Filipe Vieira com António Costa, primeiro-ministro, e Mário Centeno, ministro das Finanças
António Costa fotografado com Luís Filipe Vieira e Mário Centeno durante o Benfica-FC Porto, no dia 1 de abril de 2017
Mário Centeno, António Costa e Luís Filipe Vieira no Estádio da Luz, a 1 de abril
Mário Centeno e Luís Filipe Vieira no Estádio da Luz, a 1 de abril
Luís Filipe Vieira com António Costa, primeiro-ministro, e Mário Centeno, ministro das Finanças
António Costa fotografado com Luís Filipe Vieira e Mário Centeno durante o Benfica-FC Porto, no dia 1 de abril de 2017
Mário Centeno, António Costa e Luís Filipe Vieira no Estádio da Luz, a 1 de abril
Mário Centeno e Luís Filipe Vieira no Estádio da Luz, a 1 de abril
Luís Filipe Vieira com António Costa, primeiro-ministro, e Mário Centeno, ministro das Finanças
António Costa fotografado com Luís Filipe Vieira e Mário Centeno durante o Benfica-FC Porto, no dia 1 de abril de 2017
Mário Centeno, António Costa e Luís Filipe Vieira no Estádio da Luz, a 1 de abril
As buscas do Ministério Público ao gabinete de Luís Filipe Vieira estão relacionadas com um investigação em curso sobre a suspeita de que Centeno terá beneficiado um filho de Luís Filipe Vieira num process de isenção de IMI.

A revista sábado noticia que "o processo de isenção de IMI relativo a uma empresa do filho ou se o caso pode envolver crimes. Segundo confirmou a SÁBADO junto de fonte judicial, a buscas realizada, esta quinta-feira, no gabinete do ministro das Finanças, Mário Centeno, e noticiada pelo 
Correio da Manhã está diretamente ligada a este caso"
O caso nasceu da revelação de um email de 1 de Abril de 2017, no qual um elemento do gabinete do ministro das Finanças pediu ao Benfica dois bilhetes para o ministro e o filho assistirem Benfica-FC Porto.

Dias depois, foi concedida uma isenção de IMI a uma propriedade da família de Luís Filipe Vieira. O ministro negou qualquer 'cunha' e afirmou que pediu bilhetes para os camarotes devido a um "imperativo de segurança".
Mário Centeno Luís Filipe Vieira Ministério Público IMI Benfica Correio da Manhã Porto crime lei e justiça
Ver comentários