Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Cadastrado viola jovem deficiente

Ex-recluso atacou vítima, que utiliza cadeira de rodas.
Ana Isabel Fonseca,Liliana Rodrigues e Tânia Laranjo 13 de Maio de 2015 às 07:55
Versão de António Ferreira (à esquerda) não convenceu o juiz, que lhe decretou prisão preventiva
Versão de António Ferreira (à esquerda) não convenceu o juiz, que lhe decretou prisão preventiva FOTO: CMTV
Um ex-recluso, de 53 anos, foi detido depois de ter violado um deficiente que estava numa cadeira de rodas junto à praia de Espinho, na segunda-feira à tarde. O alerta à polícia foi dado por um pescador que viu a vítima ser levada para um local ermo junto às dunas. O suspeito foi detido pela PJ do Porto e vai aguardar julgamento na prisão.

António Ferreira , que vivia no bairro dos pescadores, em Espinho, terá tentado justificar-se ao juiz de instrução. Garantiu que não sabia que a vítima sofre de uma deficiência mental, apesar de a conhecer há vários anos, e que foi o jovem, de 19 anos, a agarrá-lo e a forçá-lo a manter uma relação sexual. Mas a sua versão não convenceu, e o arguido voltou ontem à cadeia.

Na segunda-feira, depois de dado o alerta, alguns populares juntaram-se para tentar fazer justiça pelos próprios meios. Mas o predador sexual foi rapidamente detido pela PJ.

Com um longo cadastro por furtos, roubos e incêndios em casas, entre outros crimes, o arguido é tido como muito violento. "É gente que não interessa a ninguém. Todos o querem ver longe", disse ao CM um popular. Desde 1980, António esteve a cumprir penas na prisão por cinco vezes, tendo saído do estabelecimento prisional pela última vez em agosto de 2009.

cadastrado jovem deficiente viola violação cadeira de rodas praia
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)