Campistas esmagados em derrocada mortal em praia de Sintra

Marcos Santos, de 23 anos, morreu, e amiga ficou gravemente ferida, quando rochas e pedras atingiram a tenda onde dormiam.
Por João Carlos Rodrigues|16.03.18
Imagens mostram resgate das vítimas da derrocada em praia de Sintra
Uma noite de aventura sob forte temporal a acampar ilegalmente na praia da Ursa, em Sintra, terminou da pior maneira para um grupo de cinco turistas – três brasileiros e dois alemães–, ontem de manhã. Uma derrocada atingiu uma das tendas e dois dos jovens ficaram sob um monte de rochas e terra. Uma das vítimas, Marcos Augusto Oliveira Santos, brasileiro de 23 anos, morreu, e outra, alemã de 18 anos, está internada no Hospital de S. José devido a várias fraturas.

O alerta foi dado às 9h40. E 17 minutos depois já os bombeiros de Almoçageme estavam junto das vítimas. Uma estava em paragem cardiorrespiratória; a outra em estado grave devido a múltiplas fraturas. No entanto, devido à altura da arriba – perto de 150 metros – e à instabilidade da mesma, o resgate das duas vítimas foi feito através de um helicóptero da Força Aérea.

Segundo o comandante da capitania de Cascais, Pereira da Terra, a arriba da praia da Ursa estava identificada como "instável" e na zona há pelo menos dez placas a alertar para o risco de desprendimento de rochas.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!